BANNER 1

Em se confirmando a priorização da candidatura de Gustavo Rosado a deputado federal nas hostes pevistas, conforme anunciado pela presidente estadual do partido e prefeita de Natal, Mikarla de Souza (PV) - o que pode acontecer com o não anúncio da candidatura do seu marido, Miguel Weber, ao mesmo posto -, estará configurada aí  a existência do vetor número 1 para que se tenha a consolidação e fortalecimento de sua postulação a partir da Grande Natal. Daí, surge a perspectiva da existência de um segundo vetor de propulsão de sua candidatura a deputado federal, também, partindo da região polarizada pela capital: o quanto os formadores de opinião da bela capital compraram bem a idéia de que Mossoró é possuidora de um grosso caldo cultural. E nesse ponto Gustavo Rosado pode capitalizar-se, iconizando como de sua competência o salto de qualidade vivido por esse setor em nossa cidade - a despeito das medidas impopulares a ele associadas noutras áreas -o que da fato é do conhecimento de todos, já que o atual chefe de gabinete cuida de cada detalhe, por exemplo, da estruturação e programação de todo o corredor cultural da Rio Branco, leia-se, Praça de Convivência, Memorial da Resistência, Cafezal e Teatro Dix-huit Rosado, revestido de todo o sucesso. Ou seja, a cultura de Mossoró vem dando um excelente caldo preparado e servido pelo chef Gustavo, que Natal provou e aprovou. Até então, as únicas referências que se tinha além Reta Tabajara, era de nossa temperatura (Mossoró tá nevando muito ??!!- sempre perguntam) e o cachorro quente (o hot dog de lá)  com garfo e faca do extinto Café de Seu Fransquinho.

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem