BANNER 1



Após aplicação de nova camada asfáltica nas principais ruas e avenidas de Mossoró - de excelente qualidade, diga-se de passagem - alguns cruzamentos passaram a oferecer enorme perigo para quem neles trafega. O problema reside na falta de sinalização, principalmente, tendo em vista que há um espaço de 30 dias em média entre a execução de um e outro (aplicação do asfalto e a sinalização), segundo dados fornecido pelo secretário de serviços públicos, Alex Moacir. Certamente, alguns condutores de veículos mais apressadinhos podem vir a confundir o que seja via preferencial em determinados cruzamentos ao desenvolver alta velocidade, instigados pela boa trafegabilidade das vias recuperadas. Na última quinta-feira, por volta das 23:00H flagramos o que pode ser um exemplo claro(foto):  na esquina do HGO e do Mater Crhisti um veículo tipo Fiesta avançou na preferencial (Avenida Diocesana) proveniente que vinha da rua Ferreira Itajubá (via secundária que passsou por recapeamento) e bateu em uma camioneta que vinha "na sua", de maneira que o impacto o fez ficar de "rodas pro ar". Ou seja, pelas consequências do impacto, mais parece acidente de BR ou alto-estrada. Listamos aqui outros cruzamentos que viraram verdadeiras arapucas com o benefício do novo asfalto e outros que já são por sí só:

- Prudente de Morais com Jeremias da Rocha (Santo Antônio).
- Duodécimo Rosado com Antônio Veira de Sá (Nova Betânea).
- Rodrigues Alves com Melo Franco (Bom Jardim)
- Duodécimo Rosado com Melo Franco (Centro)
- João Cordeiro com Alberto Maranhão (Bom Jardim II).
- Rio Branco com Felipe Camarão (centro),
- Pedro Velho com Ferreira Itajubá (Santo Antônio)

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem