BANNER 1

Terminada a segunda etapa da seleção de agências de propaganda que disputam a conta de publicidade do governo do Estado.

Na primeira, das 4 etapas, a comissão de licitação julgou uma campanha feita pelas agências concorrentes, entregues em envelopes fechados sem identificação.
Hoje, a comissão abriu os envelopes com as mesmas campanhas, só que com identificação.
Na abertura dos envelopes 1 e 3, onde foi julgada a parte técnica das campanhas – a mais importante, vale salientar – as notas foram as seguintes:
Art & C – 94.8
Raf  – 92,01
2 A – 89,66
Faz – 86,62
Base -  85.79
As 5 agências acima estão classificadas. Eis as notas das concorrentes:
Executiva – 83,52
Staff Comunicação – 79,43  (A agência é do Rio, mas tem base em Natal)
Criola – 76,23
Fields – 76,13 (Não é do RN)
Public Propaganda – 66,93 (Não é do RN)
Marca Propaganda – 64,66
Gestion Publicidade – 41,86 (Não é do RN)
Armação Propaganda – 28,96
*
A Armação, que ainda está na cota do governo, pela pontuação já fica de fora da atual gestão, e deixa de concorrer por uma falha na entrega do primeiro envelope, onde a campanha, em vez de anônima, foi identificada.
Pela norma da licitação, a agência levou nota zero no primeiro envelope.
*
Depois da etapa de hoje, a comissão de licitação abre um prazo para recurso e marca data para abertura dos envelopes com as propostas de preço.
Como a pontuação de preços é específica, e não deverá alterar mais de que 1 ponto em cada resultado já anunciado, certamente não haverá alteração na seleção de agências.
A menos que alguma das selecionadas se descredencie na etapa pós-proposta de preços, a última do processo, que é a abertura de envelopes de Habilitação.
Ficará de fora quem, por um problema burocrático qualquer, não se apresentar apto a participar de licitação.
Nesse caso, entraria a da vez, mas com um detalhe: pela norma da licitação, só passa a atender a conta governamental quem, na etapa técnica, tiver a partir de 80 pontos.
Daí, nesse caso, a abertura dos envelopes com propostas de preços não influenciarem muito na seleção final.
Vale lembrar que só serão avaliadas, no quesito Habilitação, as propostas das 5 agências classificadas.
*
Detalhe…
Prova de que a prata da casa é da melhor qualidade, é que as agências que vieram de outros estados, não atingiram sequer a pontuação básica de 80 pontos na avaliação técnica.

Fonte:  www.thaisagalvao.com.br

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem