BANNER 1


Dois temas levaram o vereador Genivan Vale a fazer uso da tribuna, na sessão dessa terça-feira, 12, na Câmara Municipal de Mossoró. O primeiro foi a questão da seca e a falta de ação para combater o quadro de dificuldades que afeta o homem do campo e, em seguida, a condição de abandono em que se acha o estádio Nogueirão, propondo mais uma vez a sua permuta.

Quanto ao homem do campo, lembrou Genivan, além da vida dura que leva, ainda tem que conviver com mais um período de seca e isso também representa êxodo e, na cidade, sem emprego e sem casa para morar, termina vivendo a margem da sociedade. “Como a seca faz parte de um ciclo natural, precisamos aproveitar as propostas que surgem e não deixá-las de lado, sem a mínima atenção”, cobrou o vereador.

Entre muitas propostas não aproveitadas, ele citou a diminuição na cobrança da taxa de energia elétrica. “E isso poderia ser feito através da redução do ICMS, cobrando em contrapartida, a plantação de capim para ser dividida entre vizinhos para alimentar seus animais”, explica. Genivan disse que foi a cidade do Assu, e ficou sensibilizado com alguns depoimentos dos criadores que estão perdendo seus rebanhos de caprinos, depois de anos de trabalho.

Diante de tudo isso, lamentou o vereador, é triste saber que apenas duas cidades, em mais de cem inscritas, estavam com a documentação legalizada para receber os recursos de combate aos males da seca. “É triste, enquanto várias cidades se prepararam para a festa junina, esqueceram se prepara para enfrentar o período de seca”, concluiu.

VEREADOR VOLTA A PROPOR A PERMUTA DO ESTÁDIO NOGUEIRÃO
Um assunto que parecia esquecido voltou a fazer parte dos debates na Câmara Municipal de Mossoró, a permuta do estádio Nogueirão. O tema foi levantado pelo vereador Genivan Vale preocupado com a ameaça de que o estádio seja levado a leilão para a quitação de uma dívida trabalhista de um ex-funcionário da Liga Desportiva Mossoroense (LDM).

A promessa de reformar o estádio, feita pela governadora Rosalba Ciarlini interrompeu, em 2011, o processo de permuta que já estava avançado e agora, precisa ser retomado. “Precisamos colocar no estádio, na construção de uma nova praça, recursos da iniciativa privada, deixando o dinheiro público para outras ações. Para isso, espero contar com apoio de todos os vereadores para levar adiante a lei que permite a permuta”, lembrou Genivan. Para discutir o assunto, o presidente da casa, Francisco José da Silveira Júnior, convocou uma reunião para quarta-feira, 13, após a sessão ordinária.

*CMM

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem