sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Robinson almoça com Francisco José Júnior e Fábio Dantas


Em pauta equipe de transição e formação de secretariado 

IMG_9530.PNG
O governador eleito, Robinson Faria (PSD) almoçou nesta sexta-feira, 31, com o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD).
Também participou do almoço, o vice-governador eleito, Fábio Dantas.
Em pauta questões como formação da equipe de transição a ser indicada por Robinson e definição de nomes para o secretariado municipal.
Fábio Dantas foi indicado por Robinson, nesta sexta-feira, para a coordenação da comissão de transição que será anunciada na segunda-feira.
* Do Blog do Skarlack

Governador eleito participa de homenagens no Tribunal de Contas do Estado

Robinson Faria é convidado pelo presidente do Tribunal de Contas da União

SAM_0330SAM_0333
A transparência e os investimentos feitos pelo Governo do Estado foram comentados pelo presidente do presidente do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes durante solenidade nesta sexta-feira (31) em Natal. O presidente do TCU recebeu a Medalha do Mérito Governador Dinarte Mariz, homenagem do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE/RN).
Durante seu discurso, Augusto convidou o governador eleito Robinson Faria (PSD) a conhecer os relatórios da gestão pública em todo o Brasil no próximo dia 17 de novembro em Brasília. Além de Robinson, os governadores eleitos na eleição deste ano devem participar do curso que terá encaminhamento de como deve ser o relacionamento entre o Governo e órgãos fiscalizadores, garantindo mais transparência na atividade pública.
A reunião com os governadores será feita pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) onde será apresentada a realidade do Brasil nas áreas da educação, saúde, segurança. “Vamos levar os desafios da administração pública do Rio Grande do Norte, principalmente em relação a investimentos na segurança e saúde”, destacou Robinson.
O governador eleito reafirmou seu compromisso com a meritocracia e o diálogo na administração do Rio Grande do Norte.

TCE aponta superfaturamento de R$ 6,5 mi em contratos do DER para Copa

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou suspensão imediata dos pagamentos do Governo do Estado a empresas que foram contratadas para prestação de serviços durante a Copa do Mundo. A Corte de Contas viu indícios de superfaturamento superior a R$ 6,5 milhões na contratação de empresas que disponibilizaram estruturas temporárias durante o mundial. Empresas negam irregularidades.

Em sessão realizada ontem, o TCE determinou que o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) suspenda o pagamento às empresas Consórcio 2NC e A Geradora Aluguel de Máquinas S/A. Na decisão, que atendeu ao pedido do Ministério Público de Contas, os conselheiros acataram o entendimento de que, para a contratação das estruturas temporárias da Copa do Mundo, o DER teria incorrido em várias irregularidades.

Alex RegisContratação de estruturas temporárias gerou polêmica durante a Copa do MundoContratação de estruturas temporárias gerou polêmica durante a Copa do Mundo

Em análise a documentos apreendidos no DER, o corpo técnico do TCE constatou superfaturamento de preços de R$ 5.349.452,32 em benefício da empresa Consórcio 2NC e de R$ 1.290.020,53 em favor da empresa A Geradora Aluguel de Máquinas S/A. Além disso, o TCE constatou que serviços previstos no contrato não teriam sido executados.

Segundo o TCE, dos 40 equipamentos de raio-x contratados, foram identificados somente 29; dos 7 mil metros quadrados de piso plástico em rolo, foram identificados somente 3 mil metros quadrados, enquanto que as bases de concreto para apoio de catracas, raio-x e M&B, além de postes, sequer foram executados.

No voto, o conselheiro relator, Carlos Thompson, mostrou que a locação de um equipamento de raio-x em Salvador/RN pela SECOPA/BA custou R$ 9.740,64, enquanto o valor foi de R$ 32 mil, em Natal, pelo mesmo equipamento. Thompson disse que "o indicativo é de preço irreal, superestimado".

As empresas, através de advogados, defenderam que o preço do serviço contratado não contempla qualquer excesso, sobrepreço ou superfaturamento. Elas justificam que o valor do suposto superfaturamento (20% do contrato) não justificaria o bloqueio de todo o pagamento previsto em contrato. Por isso, pediram que os pagamentos não fossem suspensos, desde que as empresas dêem a garantia de que haverá a devolução do valor supostamente superfaturado em caso de condenação no mérito.

Carlos Thompson disse que, em análise preliminar, os contratos afrontam o princípio da economicidade, e têm sérios indícios de superfaturamento. Assim, entendeu que deveria haver a suspensão de, pelo menos, parte dos pagamentos previstos. Porém, ele entendeu que não seria razoável suspender todos os pagamentos se a acusação de superfaturamento atinge apenas parcela deles.

"Sendo assim, cristalina é a fumaça do bom direito a justificar a suspensão parcial dos pagamentos até total apuração da regularidade e legitimidade das despesas públicas em questão", disse o relator.

Ainda na decisão, que ainda contou com os votos favoráveis dos conselheiros Adélia Sales, Renato Costa Dias, Francisco Potiguar e Gilberto Jales, ficou determinado que o DER não realize pagamentos das despesas públicas sem que seja por meio de ordem bancária ou cheque nominal e sem registro no SIAF.


*TN

Claro, Vivo e Oi preparam oferta para compra da TIM

A TIM Brasil será comprada e dividida pelas operadas Claro, Vivo e Oi. O andamento do negócio foi confirmado ontem (30), e há a expectativa de que a transação supere os R$ 30 bilhões. Não há, no entanto, a confirmação sobre quando a transação será finalizada e o que acontecerá com os clientes da TIM e demais operadoras.

Magnus NascimentoOperadora com maior números de clientes no RN pode ser divididaOperadora com maior números de clientes no RN pode ser dividida

Segundo levantamento do jornal Folha de São Paulo, o grupo, que envolve as operadoras e o banco BTG Pactual, fará a oferta aos acionistas da Telecom Italia, que é a dona da TIM Brasil. O negócio, ainda segundo informações da folha, vai depender da venda da Portugal Telecom por parte da Oi, em transação que pode chegar aos R$ 22 bilhões.

Atualmente, a TIM é a segunda operada com mais clientes no Brasil. No Rio Grande do Norte, a operadora possui a maior parte das linhas de telefonia móveis, assim como ocorre no Pará, Ceará, Pernambuco, Paraná e Santa Catarina.

Na hipótese da concretização do negócio, a Anatel ficará responsável por definir como será a divisão dos clientes, além de particularidades sobre os planos de clientes da TIM.


* Tribuna do Norte

Morre aos 50 anos filho de Jô Soares



Rafael Soares, filho de Jô Soares, morreu aos 50 anos nesta sexta-feira (31). A informação, divulgada pela Rádio Globo, foi confirmada pelo G1 junto à assessoria do apresentador.
Embora ainda não tenha sido anunciada oficialmente a causa da morte, a Rádio Globo disse que Rafael lutava contra um câncer no cérebro há um ano. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de Janeiro.
Filho do primeiro casamento do apresentador (com Teresa Austregésilo), Rafael era autista, doença que afetava sua coordenação motora.

(Com informações de G1 e Rádio Globo)

Robinson e Francisco José Júnior com Dilma

Kassab articula audiência para a próxima quarta-feira em Brasília

Será pelas mãos do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, que o governador eleito Robinson Faria vai ter sua primeira audiência com a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT).
A audiência articulada por Kassab está marcada para quarta-feira às 10 horas, no Palácio do Planalto, e reunirá no gabinete da presidente a cúpula do PSD no Rio Grande do Norte: Robinson, o prefeito de Mossoró Francisco José Júnior, o deputado federal Fábio Faria, os estaduais José Dias, Galeno Torquato e Disson Lisboa.
Senadora eleita pelo PT aliado do PSD, a deputada federal Fátima Bezerra também integrará a comitiva pessedista.
Fonte: www.thaisagalvao.com.br

Servidores da Câmara devem preencher censo até o dia 10 de novembro



Servidores efetivos, comissionados, assessores parlamentares e vereadores da Câmara Municipal de Mossoró deverão preencher até o dia 10 de novembro, junto à presidência da Casa, o censo dos servidores do Poder Legislativo. 

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Francisco Carlos, o censo é uma recomendação dos órgãos de controle e possibilita ao gestor informações necessárias para orientar decisões administrativas de ordem técnica e financeira. Ele ressalta a importância da ferramenta para a transparência administrativa. “O censo é uma questão de transparência que assegura que os serviços estejam sendo prestados de forma correta pelas pessoas designadas para tal, possibilitando eventuais correções na administração pública”, afirmou o presidente. 

Para o preenchimento do censo, o servidor deve apresentar documentação pessoal e anexar a cópia da última declaração de imposto de renda. 

Robinson destaca a participação popular na campanha


Governador eleito é entrevistado na Band

20141030_133841

A importância da participação popular na campanha ao Governo do Estado foi destacada pelo governador eleito para a próxima gestão no Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD) em entrevista na Band com Robson Carvalho nesta quinta-feira (30). “Nossa caminhada e nossa vitória foi feita pelas pessoas anônimas, professores, trabalhadores, profissionais da saúde, policiais que acreditaram no nosso projeto e foram para as ruas pedir votos para o nosso 55”, destacou.

Robinson relembrou que em muitos municípios, os dois lados – situação e oposição – estavam no palanque adversário, mas isso não alterou a vontade popular. “Enfrentamos dificuldade em municípios como Assú e Pau dos Ferros onde os dois lados (e as vezes até os três lados) estavam no outro palanque. Mesmo assim, as pessoas optaram pelo voto livre, pela liberdade de escolher e somos muito gratos a essas pessoas por acreditarem e exercerem a cidadania”, comentou Robinson.

Durante a entrevista, o governador eleito falou ainda sobre equipe de transição e o governo técnico que pretende implantar no Rio Grande do Norte. “Reafirmamos nossos compromissos de fazer uma gestão técnica, voltada para a população”, justificou.

Sobre a relação com o governo federal, Robinson frisou a aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT). “Essa nossa eleição foi vitoriosa em todos os sentidos: iremos trabalhar em parceria com os deputados estaduais, com os deputados federais, com a senadora eleita Fátima Bezerra e a presidente Dilma. Teremos uma parceria grande com a presidente Dilma contribuindo para as transformações sociais e econômicas que o nosso Rio Grande do Norte precisa”, comenta.

A votação de Robinson e o seu vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) no Rio Grande do Norte foi de 877.286 com participação dos partidos PSD, PT, PC do B, PP, PT do B, PEN, PRTB e PTC na coligação Liderados pelo Povo.

Jório Nogueira é parabenizado por vereadores, familiares e amigos








                                                                                               Fotos: Blog Skarlack

Em seu discurso de agradecimento pela vitória para presidente da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Jório Nogueira (PSD) se emocionou.
Especialmente, ao recordar ensinamentos de seu pai, o saudoso radialista, Aldenor Nogueira e, principalmente, da morte de sua mãe, que ocorreu cinco dias antes da eleição de 2012, quando se reelegeu para um novo mandato de vereador.
Depois da sessão o vereador foi parabenizado por vereadores, familiares e amigos e em seguida em um almoço no restaurante Zé da Galinha.

Ainda à noite de ontém, 30, um grupo de amigos foi levar os cumprimentos ao presidente eleito em área de lazer de sua propriedade.

No local, Jório também recebeu telefonema do atual vice-governador e governador eleito, Robinson Faria, que o parabenizou pela vitória.

Governo quer saber da Câmara quais votações podem elevar gasto público


Presidente da Casa se reuniu com o ministro Mercadante

Câmara deve votar Orçamento Impositivo e mais verba para municípios

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), concede entrevista (Foto: Fernanda Calgaro/G1)
O Palácio do Planalto pediu ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que informe quais pautas com impacto nos cofres públicos poderão ser votadas nos próximos dois meses.
A informação é do próprio Alves, que se reuniu nesta quinta-feira (30) com o ministro Aloizio Mercadante, da Casa Civil. Segundo o parlamentar, o Planalto se preocupa com eventuais aumentos de gastos do governo no fim do ano.
“A preocupação que ele [Mercadante] revelou [foi] com a questão do final do ano, com as questões fiscais que preocupam muito em votações que venham, portanto, comprometer”, disse Alves.

Entre as pautas consideradas incômodas ao governo e que Alves deixa claro que levará ao plenário está a PEC do Orçamento Impositivo, que obriga a União a pagar as emendas parlamentares. A Câmara também deve votar alteração no Fundo de Participação dos Municípios, para aumentar repasse de verbas da União às prefeituras.
Segundo o presidente da Câmara, o ministro fez  uma “ponderação” sobre o receio do Planalto. “[Ele pediu] que se pudesse informar quais são as pautas que essa Casa gostaria de votar e de remeter para ele alguns pleitos que estão aqui”, explicou.
Alves negou, porém, que as pautas a serem votadas irão prejudicar os cofres públicos. “[Sou] conhecedor dos problemas do país, eu não cometeria nenhum ato de irresponsabilidade neste momento”, disse.

A conversa acontece após uma semana de tensão entre Executivo e Legislativo. Na primeira sessão do parlamento após as eleições, na terça-feira (28), a presidente Dilma Rousseff sofreu uma derrota na Câmara com a derrubada de um decreto presidencial sobre a consulta a conselhos populares.
O tema também deverá ser barrado pelo Senado, como já informou o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

No dia seguinte, uma comissão da Câmara aprovou a convocação de dois ministros do seu governo por motivos diferentes, mas num sinal claro de descontentamento com o Planalto.
Integrantes do Congresso fizeram ainda duras críticas à sugestão de Dilma de realizar um plebiscito para implementar uma reforma política, e a presidente agora já admite a possibilidade de referendo, como defendem líderes partidários no Congresso.
Fonte: www.g1.com.br

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Secretário de Administração do Estado, Álber Nóbrega, é exonerado


Antônio Álber da Nóbrega não é mais o secretário de administração do Rio Grande do Norte. A exoneração do auxiliar da governadora Rosalba Ciarlini, que participava da gestão desde o início do mandato da governadora, foi publicada hoje (30) no Diário Oficial do Estado.
Adriano AbreuSecretário Alber da Nóbrega deixou a administraçãoSecretário Alber da Nóbrega deixou a administração

Na publicação, é informado que Álber da Nóbrega solicitou a exoneração. De acordo com a assessoria de comunicação do Governo, ainda não há uma definição sobre quem será o substituto na Searh. Até a nova nomeação, a secretária adjunta de Administração, Sueli Pimentel, responderá pela pasta.

MTT desta quinta-feira destaca história do comércio de Mossoró e os 65 de atuação da Fecomercio RN


       
          Em comemoração ao dia do comerciário (30/10) e aos 65 anos da Fecomercio RN, a Central TCM de Produções - CTP e o programa Mossoró de Todos os Tempos - MTT apresentam um programa especial com esses temas nesta quinta-feira, 30, às 19h30, com reprise no domingo, às 19h, no Canal 10 TCM – TV Cabo Mossoró.
          Dirigido pelo jornalista Freire Neto, o programa é apresentado pelo professor Milton Marques e contou com produção de Carla Albuquerque e Kena Adna. Na direção de imagem, Leonardo Melo, edição de Rútilo Tiago e pós-produção e edição, Sandra Melo.
          No especial, será apresentado um resumo da história e da importância do comércio em Mossoró e a atuação da Federação do Comércio do Rio Grande do Norte (Fecomercio RN) na nossa cidade. "Tivemos poucos dias para definir o especial, produzir, gravar e editar, mas todos se dedicaram ao máximo e acredito que rendeu um documento histórico e importante. Vamos acompanhar", comentou Freire Neto.
            O MTT poderá ser visto, além do Canal 10 da TCM, pelo portaltcm.com.br em tempo real.  

Nova presidência da Câmara faz visita de cortesia a prefeito de Mossoró


O prefeito Francisco José Júnior recebeu, na manhã desta quinta-feira, 30, uma visita cordial dos vereadores que compõem e apoiam a nova diretoria da casa para o biênio 2015/2016. Segundo informaram, a nova composição será formada por Jório Nogueira (PSD), presidente; Alex do Frango (PV), 1º Vice-presidente; Narciso Silva (PTN), 2º Vice-presidente; Genilson Alves (PV), 1º Secretário; José Heronildes (Pros), 2º Secretário; Vingt-un Rosado Neto (PSB), 3º Secretário; Cícera Nogueira (PSB), 4º Secretário.

Ao todo, 16 vereadores acompanharam este projeto. Além dos citados acima, também acompanham a eleição de Jório os vereadores Manoel Bezerra (DEM), Soldado Jadson (SDD), Celso Lanche (PV), Ricardo de Dodoca (PTB), Narciso Silva (PTN), Claudionor dos Santos (PMDB), além de Alex Moacir (PMDB) e Izabel Montenegro (PMDB) que se somaram ao colega vereador.

O prefeito Francisco José Júnior agradeceu pela gentileza da apresentação da chapa, antes mesmo da votação, e enalteceu a iniciativa dos vereadores de se unirem e conduzirem de forma tão democrática esse processo tão importante. “Para mim é uma grande alegria essa visita porque eu fui vereador, presidente da Câmara e sei da importância desse diálogo constante entre Legislativo e Executivo”, disse.

Depois da eleição na Câmara, o prefeito ligou para Jório para parabenizá-lo pela vitória. “Tenho plena convicção de que a escolha dos excelentíssimos vereadores pelo nome de Jório, tem como principal propósito contribuir com o desenvolvimento de Mossoró. Com uma bancada fortalecida, teremos ainda mais possibilidades de fazer avançar projetos fundamentais para a nossa população”, completou Francisco José Júnior.

Para o prefeito, a antecipação da eleição da Câmara Municipal foi muito positiva para Mossoró, visto que põe fim a uma sequência de campanhas permitindo que todos os focos se voltem efetivamente para a administração da Prefeitura. “Precisamos nos unir em torno de Mossoró e garantir as grandes mudanças que tanto precisamos”, completou. 
 

Uern em Movimento - Entrega de leite arrecadado no Rosa Bike foi realizada nesta quinta-feira


A Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), através da Diretoria de Desenvolvimento Social (DIRDES) realizou nesta quinta-feira (30), às 9h, a entrega do leite arrecadado no Rosa Bike, evento realizado no último dia 19, com o objetivo de chamar a atenção dàs mulheres mossoroenses para a importância do auto-exame e diagnóstico precoce do Câncer de Mama. 
Foram arrecadadas 294 latas de leite em pó, que serão doadas à Associação de Apoio aos Pacientes de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR). 
O Rosa Bike faz parte do projeto UERN em Movimento, que inclui também a Marcha Azul, a ser realizada no dia 9 de novembro, com o objetivo de chamar a atenção dos homens para a prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Próstata. As inscrições para a Marcha Azul estão abertas e podem ser feitas na Pró-reitoria de Extensão da UERN e no Ginásio Pedro Ciarlini, sendo necessário apenas dois quilos de alimento não-perecível que também será doado à AAPCMR.
“Tivemos uma boa participação do público. Nosso objetivo era conscientizar sobre a prevenção do câncer de mama neste mês do outubro rosa. Agora vamos realizar a entrega do leite arrecadado a instituição de caridade”, destaca Lígia Guerra, Diretora da DIRDES. 
O UERN em Movimento é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Extensão da UERN, através da Diretoria de Desenvolvimento Social, com o apoio da Prefeitura de Mossoró, e diversos parceiros. 
*Com informações de André Mesquita (estagiário da PROEX)

Empresário Neuzo Leite participa da Câmara Empreendedora


A Câmara Municipal de Mossoró realizou nesta quinta-feira (30) mais uma edição do projeto Câmara Empreendedora. Nesta edição, o convidado foi o empresário Neuzo Leite, que relatou sua trajetória empresarial aos vereadores e estudantes presentes. 
 
"Seu Neuzo", como é conhecido, é diretor do Grupo Olinda e emprega atualmente aproximadamente 450 colaboradores. Ele afirmou que antes de ser empresário, foi vendedor, taxista e motorista. 
 
Além do aspecto empresarial, foi destacada o aspecto humanitário do empresário, que foi o principal articulador junto à iniciativa privada para a construção do Hospital da Solidariedade em Mossoró, que atende pacientes de Câncer de Mossoró e região. 
A Câmara Empreendedora é um projeto do implantado pelo vereador Francisco Carlos, dentro do Programa Câmara Todo Dia. O objetivo é

Jório Nogueira é eleito presidente da Câmara para o biênio 2015/2016

      Vereador Jório Nogueira (PSD) ocupou a tribuna para agradecer votação dos colegas

Em eleição antecipada para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Mossoró para o biênio 2015/2016, o vereador Jório Nogueira foi eleito presidente do Legislativo Mossoroense. 
A chapa encabeçada por Jório Nogueira obteve 16 votos, contra 4 recebidos pelo vereador Tomaz Neto, que concorreu individualmente ao cargo de presidente. O vereador Lahyre Neto se absteve da votação. 
O presidente eleito agradeceu os votos recebidos, e emocionado, relembrou de seus pais, o ex-vereador Aldenor Nogueira e sua mãe, falecida na véspera de sua candidatura a vereador, em 2012. "Meu pai é o meu exemplo nesta Câmara. Quando decidi a seguir a vida pública, ele me disse que sempre procurasse ser correto como ele foi. E é isso que tenho procurado fazer", afirmou em seu discurso de agradecimento. 
                                                                                                               Fotos: Walmir Alves
A Mesa Diretora para o biênio 2015/2016 ficou constituída da seguinte forma: 
 
Presidente - Jório Nogueira (PSD)
 
1º Vice-Presidente - Alex do Frango (PV)
2º Vice-Presidente - Nacízio Silva (PHS)
1º Secretário - Genilson Alves (PTdoB)
2º Secretário - Heró Alves (PTdoB)
3º Secretário - Vingt-Un Neto (PSB)
4º Secretário - Cícera Nogueira (PSD)

Reforma Política: Fátima assina projeto para plebiscito popular


Em seu retorno às atividades legislativas na Câmara dos Deputados, a senadora eleita pelo Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), assinou ontem (29), no plenário da Casa, o Projeto de Decreto Legislativo que dispõe a realização de plebiscito para decidir sobre a convocação de uma assembleia nacional constituinte para discutir exclusivamente a Reforma Política.

“As eleições de 2014 retomaram a necessidade da realização de uma Reforma Política no país. A iniciativa do plebiscito para que a população posso ser ouvida e opine que tipo de sistema político quer para o país é bem-vinda e muito saudável para o fortalecimento da nossa democracia brasileira”, declarou Fátima.

“Acredito que através do plebiscito a população vai decidir pelo fim do financiamento empresarial nas campanhas, que abolirá de vez a interferência do poder econômico dentro das eleições. Sabemos que essa reforma trará mais ética para a política, mais democracia, mais participação popular e, claro, mais combate a corrupção e a impunidade no país”, completou.

Batida de Motos deixa professora morta no Alto da Conceição em Mossoró


 Imagem Passando na Hora/Ismael de Souza

Uma colisão frontal envolvendo duas motocicletas no inicio da noite de hoje, 29 de Outubro de 2014, termina com uma professora morta no local.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Alberto Maranhão com a Rua Coelho Neto, no bairro Alto da Conceição em Mossoró no Rio Grande do Norte. A Professora conduzia uma motocicleta, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no local, antes do socorro medico.

Os dois jovens ocupantes de outra moto foram socorridos por uma equipe do Samu com ferimentos provocados pela queda de motocicleta.

Segundo informações, “Francisco José da Silva” condutor de uma das motos e o carona “Jeferson Dantas”, os dois de 18 anos de idade, trafegavam pela Coelho Neto saindo do bairro Boa Vista e tentaram entrar a esquerda na Avenida Alberto Maranhão colidindo de frente com outra motocicleta que era conduzida por “Lindelillyan Fernandes Martins” de 33 anos que também trafegava pela Rua Coelho Neto, no sentido contrario. A Moça era professora do 9º Ano da Escola Estadual Raimundo Gurgel no Bairro Belo Horizonte.No local existe um semáforo e a conversão a esquerda é proibida de acordo com a placa de sinalização. Agentes do Departamento Estadual e Municipal de Transito e o Delegado de Plantão estão tentando entender as causas do acidente junto aos sobreviventes.

Existe uma informação, ainda não confirmada pela policia que os jovens estavam fugindo de uma
tentativa de assalto.
Do Câmera

Vereadores reunidos

A noite desta quarta-feira, 29, não foi só de futebol na TV.

Pelo menos para boa parte dos vereadores da cidade.

Aliás, a maior parte. A mesma que apoia o projeto de eleição do vereador Jório Nogueira (PSD) para ser o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, no biênio 2015/2016, em eleição programada para acontecer nesta quinta-feira, às 10:00, no plenário daquele poder.

A reunião ocorreu em uma área de lazer localizada no bairro Cidade Nova, de propriedade do vereador que está na iminência de ser eleito o novo comandante do legislativo mossoroense.

Sintomático, o encontro foi conduzido pelo líder da bancada situacionista, vereador Soldado Jadson (Solidariedade), ao qual esteve presente quase toda a totalidade dos vereadores que irão sufragar o nome de Jório: Cícera Nogueira (PSD), Alex do Frango (PV), Celso Lanches (PV), Heró Alves (PROS), Ricardo de Dodoca (PTB), Genilson Alves (PtdoB), Izabel Montenegro (PMDB), Alex Moacir (PMDB), Vingt-un Neto (PSB), Manoel Bezerra de Maria (DEM).

Os presentes, além de acompanhar a rodada do futebol, costuraram, ou melhor alinhavaram, a formatação da chapa - provavelmente a única - a ser inscrita, a qual, será a mesma já antecipada pelo Blog, com o nome do vereador peessedista na cabeça.

Mesmo ausentes, os vereadores Claudionor Santos (PMDB), Flavinho Tácito (DEM), Narcízio Silva (PMN) mantiveram-se a par dos acontecimentos, inclusive, documentamente.

Ou seja. Sem margens de erro, a reunião serviu para terminar de dar o nó.

É aguardar o sol raiar. 

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Prefeito lança campanha de vacinação contra Febre Aftosa


O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, lança nova campanha de vacinação animal – Fotos: iPad Skarlack
Na manhã desta quarta-feira, 29, a Prefeitura Municipal de Mossoró lançou, no Parque de Exposição Armando Buá, a campanha de vacinação contra a febre aftosa. O prefeito Francisco José Júnior, o vice-prefeito Luiz Carlos, o secretário municipal de Agricultura e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Rondinelli Carlos, o vereador e representante da Câmara Municipal de Mossoró no evento, Claudionor dos Santos, e o presidente do Sindicato da Lavoura de Mossoró, Francisco Gomes, participaram do lançamento.
A campanha de vacinação contra a aftosa faz parte do programa nacional de erradicação da doença, cujo objetivo é conseguir a certificação internacional de área livre da aftosa. Através da Semarh e da parceria firmada com o Governo do Estado, pelo Instituto de Defesa de Inspeção Agropecuária do Estado do Rio Grande do Norte (IDIARN), quatro equipes técnicas percorrerão as 133 comunidades e projetos de assentamento que formam a zona rural de Mossoró. A expectativa do secretário responsável pela pasta, Rondinelli Carlos, é que sejam vacinados mais de dez mil animais, com vistas a manter o Município e o Estado livres da febre aftosa.
Para o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, manter o município livre da aftosa é um compromisso de parceria entre o Poder Municipal e os criadores de gado, sendo um ato que evita prejuízos aos produtores e danos aos animais. É importante ressaltar que é de total responsabilidade do criador a compra da vacina e a sua aplicação, além de declarar os animais vacinados ao órgão responsável, o Idiarn.
“Garantimos aos pequenos criadores, que possuem cerca de 25 a 30 cabeças de gado e sobrevivem da agricultura de subsistência, a compra e a aplicação da vacinação contra a febre aftosa. É uma medida para manter Mossoró com o selo de município livre da doença e para dar segurança e apoio aos criadores, importantes para a injeção na nossa economia”, defendeu Francisco José Júnior.
Dando continuidade aos diálogos, parcerias e compromissos firmados com a zona rural, o Poder Municipal irá disponibilizar mais de 12 mil doses de vacina, além de todo o material a ser usado na vacinação, como pistolas, agulhas, luvas, botas e as despesas com veículos e pessoal especializado para vacinar.
A vacinação do rebanho será iniciada no próximo dia 3 de novembro e segue até o dia 26 do mesmo mês.
Fonte: Assessoria da PMM

Proposta de Francisco Carlos para criação da Comissão de Controle Interno da Câmara é rejeitada


vereador francisco carlos
A tentativa de por em prática a proposta de criação da Comissão de Controle Interno da Câmara Municipal de Mossoró, proposta pelo vereador professor Francisco Carlos, cumprindo assim a legislação sobre o tema, foi rejeitada pelo plenário na sessão ordinária dessa quarta-feira. Na discussão foi apresentada uma proposta de criação em regime de urgência, mas foi derrubada pela maioria dos presentes em plenário.
Durante o grande expediente o vereador Tomaz Neto foi a tribuna, elogiou a iniciativa do presidente da casa, professor vereador Francisco Carlos, em querer gerenciar, de forma aberta, a gestão legislativa. “Eu preciso saber como é gasto o dinheiro dessa casa, que é uma grande interrogação o que aconteceu antes”, disse Tomaz.
Os vereadores contrários ao regimente de urgência argumentam que querem conhecer e apresentar sugestões para a comissão de controle interno. Em defesa de sua proposta, apesar de respeitar aquilo que decidiu o plenário, o vereador Professor Francisco Carlos contestou os argumentos de que não se tinha conhecimento da matéria. “Essa é a primeira vez que vejo um gestor querendo ser fiscalizado, e sua proposta ser rejeitada”, lamentou Francisco Carlos.

Vereadores convocam eleição antecipada e devem eleger Jório Nogueira novo presidente

Vereador pessedista - do mesmo partido do prefeito de Mossoró e do governador eleito do RN - conta com o apoio de 17 colegas para se eleger presidente do legislativo mossoroense, para o biênio 2015/2016


Com a assinatura de 13 dos 21 vereadores, a maioria absoluta da Câmara Municipal de Mossoró convocou para esta quinta-feira (30), às 10 horas, a realização da eleição da Mesa Diretora correspondente ao biênio 2015-2016. 

Os pedidos de registro de candidatura, individual ou por chapa, de candidatos escolhidos pelas bancadas dos partidos ou blocos parlamentares devem ser entregues à secretaria da Câmara até uma hora antes do horário previsto para o início da votação. 

A eleição da Mesa Diretora é efetuada através do voto aberto, sendo considerada vencedora a chapa que obtiver a maioria simples dos votos, ou seja, o maior resultado de votação, dentre os presentes na eleição. 

O edital de convocação foi assinado pelos vereadores Soldado Jadson, Heró Alves, Flávio Tácito, Alex do Frango, Celso Lanches, Claudionor dos Santos, Cícera Nogueira, Genilson Alves, Jório Nogueira, Manoel Bezerra, Ricardo de Dodoca, Nacízio Silva e Tassyo Mardonny, e está publicado no mural da Câmara Municipal de Mossoró. 

        Durante sessão de hoje, 29, Jório foi bastante assediado pelos colegas vereadores, tanto da situação, quanto alguns da oposição

NOTA DO BLOG: O vereador Jório Nogueira (PSD) desponta como franco favorito para vencer a eleição. O blog fez uma espécie de pesquisa à manhã de hoje (29), à saída do plenário, e ouviu da maioria a confirmação do voto no vereador peessedista, que conta com o apoio do chefe do executivo municipal para viabilizar o seu projeto de presidir o parlamento mossoroense. Além de Jório Nogueira - presidente - deverão ser eleitos para compor a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Mossoró os seguintes vereadores e sua respectivas funções: Alex do Frango (PV), 1° vice-presidente, Narcizio Silva (PMN), 2° vice-presidente; Genilson Alves (PTdoB), 1° secretário; Heró Alves (PROS), 2° secretário; Vingt-un Neto (PSB), 3° secretário; e Cícera Nogueira (PSD), 4a. secretária. 



Prefeito de Mossoró é surpreendido com nota falsa publicada em seu nome

O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, foi surpreendido nesta terça-feira, 28, com uma nota falsa publicada em um blog do Seridó. A publicação foi feita como se ele tivesse escrito para o blogueiro, dando informações sobre seu futuro político e tentando criar caso com outras lideranças políticas de Mossoró. O problema é que o prefeito não mandou nota nenhuma nem sequer falou com o blogueiro por telefone.
Francisco José Júnior pediu, através de sua assessoria, direito de resposta, que foi concedido, e esclareceu o fato. Ele disse ainda que refuta tal prática que, no caso específico, fere o artigo 299 do Código Penal, o qual prevê “reclusão de um a três anos e multa, se o documento é particular” para quem “(...) inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante”.
Para evitar a repetição deste crime, o prefeito Francisco José Júnior se coloca à disposição de todos os jornalistas para conversar sobre qualquer assunto administrativo ou político.
Quanto às inverdades publicadas, Francisco José Júnior esclarece que, embora não seja momento de falar em eleição municipal, não haverá impedimento jurídico para ele tentar a reeleição, caso seja essa a sua vontade. Sua assessoria jurídica encontrou pelo menos 11 jurisprudências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que abrem precedentes para isso.
No mais, Francisco José Júnior diz que é hora de seguir firme no trabalho administrativo que iniciou em Mossoró desde que assumiu a Prefeitura. Para isso, todo o esforço será feito para trabalhar em conjunto com qualquer liderança que queira ajudar no desenvolvimento de Mossoró. Bem como, acredita que com Robinson, governador, Fátima, senadora, e a presidenta Dilma, ficará mais fácil lutar pelas ações macro que ajudarão Mossoró a crescer ainda mais.

Dois dias depois da eleição, Câmara derruba decreto bolivariano de Dilma


Projeto era destinado a criar conselhos populares em órgãos da administração

Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília

A Câmara dos Deputados reagiu e, enfim, derrubou nesta terça-feira o decreto bolivariano da presidente Dilma Rousseff, destinado a criar conselhos populares em órgãos da administração pública. A matéria foi assinada no final de maio em uma canetada da presidente e foi alvo decríticas de juristas e parlamentares. O Senado ainda tem de avaliar o projeto de decreto legislativo para que a determinação do Planalto seja suspensa.
A derrubada da matéria é uma reivindicação antiga da oposição e se deu dois dias após as eleições, indicando a turbulência que Dilma encontrará no Congresso no novo mandato. “Essa derrota é para mostrar que o discurso de conversa com o Congresso não poder ficar só na teoria”, resumiu o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

Reinaldo Azevedo: Decreto é bolivariano, sim!
Tão logo foi apresentado, no início de julho, o projeto que sustava o texto palaciano teve adesão maciça de partidos de oposição e da base, contando inclusive com o apoio do PMDB, maior aliado do governo. Na Câmara, a matéria ganhou regime de urgência, o que permitiu que fosse direto ao plenário antes de tramitar pelas comissões. O projeto de decreto legislativo que pedia a suspensão da canetada de Dilma foi pautado nesta terça por Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Casa que saiu derrotado na disputa ao governo do Rio Grande do Norte. Alves credita sua derrota à falta de apoio da presidente Dilma e ao fato de que o ex-presidente Lula chegou a participar da propaganda eleitoral do adversário Robinson Faria (PSD), eleito para o governo potiguar. Durante a sessão, o presidente convocou os deputados para que se mantivessem no plenário e garantissem a aprovação do texto. A derrubada do decreto foi aprovada em votação simbólica.

‘Sociedade civil’ – O decreto número 8.243/2014 foi criado sob o pretexto de instaurar a Política Nacional de Participação Social (PNPS) e o Sistema Nacional de Participação Social (SNPS). Mas, na prática, prevê a implantação de “conselhos populares”, formados por integrantes de movimentos sociais, vinculados a órgãos públicos. A matéria instituiu a participação de “integrantes da sociedade civil” em todos os órgãos da administração pública. Porém, ao trazer uma definição restritiva de sociedade civil, representa um assombroso ataque à democracia representativa e à igualdade dos cidadãos ao privilegiar grupos alinhados ao governo.

O decreto do Palácio do Planalto é explícito ao justificar sua finalidade: “consolidar a participação social como método de governo”. Um dos artigos estabelece, em linhas perigosas, o que é a sociedade civil: “I – sociedade civil – o cidadão, os coletivos, os movimentos sociais institucionalizados ou não institucionalizados, suas redes e suas organizações”. Ou seja, segundo o texto assinado por Dilma, os movimentos sociais – historicamente ligados ao PT – são a representação da sociedade no Estado Democrático de Direito.

A votação, que se arrastou por mais de duas horas, foi marcada por debates acalorados. “Numa democracia, quem escolhe o representante é o cidadão, é o povo. Com esse decreto, a presidente quer que essa escolha seja feita pelo próprio PT. Isso é um regime autoritário”, afirmou o líder do PSDB, deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA). “A Casa tem de se pronunciar. Não há espaço para que haja uma omissão do Parlamento brasileiro tendo em vista um quadro tão grave. A presidente Dilma prega dialogar, chama a nação para uma ampla negociação, mas impõe, via decreto presidencial, um modelo de consulta à população que é definido pelo Poder Executivo. É uma forma autocrática, autoritária, passando por cima do Congresso Nacional. Esse é um decreto bolivariano que realmente afronta o Poder Legislativo”, continuou o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE).
O PT tentou evitar a derrota a todo custo. Sabendo que não funcionaria no diálogo, o partido apresentou uma série de requerimentos, entre eles para adiar a sessão e retirar a matéria de pauta, mas todos foram rejeitados.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Vereador Genilson Alves propõe benefício para comerciários


Definindo os trabalhadores no comércio de Mossoró como, colaboradores, o vereador Genilson Alves, que se apresenta também como pequeno comerciante, pediu o apoio dos seus colegas ao requerimento que propõe folga a estes colaboradores, na data do seu aniversário. “Esse benefício já existe para o servidor público e, considero justo, ampliar para os comerciários”, reforça Genilson. 
A proposta do vereador é diminuir um dia, dos 30 que o funcionário tem de férias, e que este passe a ser gozado no dia do seu aniversário, para ficar em casa com sua família, entende o Genilson Alves, por ser um dia especial. “Nossa proposta inclusive conta com o apoio de lojistas e agora peço o apoio dos colegas vereadores para a realização de uma Audiência Pública para conversar com a Fecomercio e Acim para criar a data”, concluiu. 

Nossa solidariedade ao "Velho Ska"

Não está fácil!

Levamos aqui a nossa solidariedade ao companheiro de boas jornadas, jornalista Carlos Skarlack,que teve o seu aparelho de celular surrupiado pelos amigos do alheio, durante a descida da Presidente Dutra em comemoração à vitória de Robinson Faria nas eleições para o governo do Estado, ontem (27).

No momento do infortúnio, o "Velho Ska" encontrava-se em pleno exercício da função, cobrindo o evento festivo/político com o seu habitual vigor e competência, conforme posta em seu prestigioso Blog.

Ou seja, ninguém está imune e muito menos impune, pois, beira-se a definição de que os de bem hoje seriam minoria, tamanha e assombrosa é a sanha com que os meliantes "vão pra cima" de suas vítimas sob as barbas da nossa gloriosa polícia militar, numerosamente presente ao local - diga-se de passagem.

Apelar para quem mais?

Talvez ao Tratado de Genebra, já que estamos falando de uma guerra civil instalada em nosso país, onde nem jornalista está escapando, embora não esteja alí para ser notícia, nem muito menos para virar estatística.

E sim, contá-la. Se deixarem, claro.

Lamentável.


Henrique descarta ‘pauta-bomba’ no Congresso e revanchismo contra o PT

Por FolhaPress 


Derrotado na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), descartou revanchismo contra o PT, que foi seu rival no Estado, negando a possibilidade de colocar projetos incômodos ao Planalto em votação até o fim do ano como forma de retaliação.

Alves perdeu a eleição para o atual vice-governador Robinson Faria (PSD), que contou com um vídeo de apoio do ex-presidente Lula no final do primeiro turno, repetido à exaustão na segunda etapa da campanha.

Em entrevista nesta segunda-feira (27) em Natal, Alves disse ter ficado “surpreso” e “incomodado” com a gravação. “Houve muita estranheza dos nossos”, afirmou, cobrando a conta da lealdade na era Lula.
“Fui grande parceiro do presidente Lula, muito importante para o seu governo. Na época em que ele era presidente, meu partido tinha a maior bancada, eu era o líder. Conversamos muita coisa para ajudar”, afirmou.

Alves disse, contudo, que a situação está “superada” e que não pretende atuar com revanchismo nos últimos dois meses em que comandará a Casa.

O Planalto teme que sejam colocados em votação “pautas bombas” para as contas do governo, como aumento de salário de congressistas, fim da contribuição previdenciária de inativos e aumento do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).
“Tem demandas importantes que a Casa quer votar, mas nada farei que venha colocar em risco o ajuste fiscal”, afirmou.

FUTURO

Com a derrota no Rio Grande do Norte –Robinson obteve 54% dos votos ante 46% de Alves–, o atual presidente da Câmara ficará sem mandato em 2015, situação inédita para ele em 44 anos de vida pública.

O deputado negou que possa vir a ocupar um ministério no segundo mandato de Dilma e afirmou que agora irá se dedicar a dois assuntos: a gestão de suas empresas de comunicação no Estado (é dono de uma rádio, uma TV e um jornal) e a união nacional e local do PMDB.

Afirmou ainda que pretende circular mais pelo Rio Grande do Norte para evitar ser criticado pela ausência no Estado, o que ocorreu durante a campanha.
“Vou experimentar um pouco ser político e empresário. Vou fazer um pouco dos dois”, afirmou.

UPA do Santo Antônio passa a contar com plantão odontológico

  • Saulo Vale
    Plantão odontológico com serviço 24 horas para a população. É esse o novo serviço oferecido pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Santo Antônio, que já funciona desde a manhã desta segunda-feira, 27. Ontem, o prefeito Francisco José Júnior esteve no local, acompanhado de secretários municipais, para fiscalizar o serviço, que antes era oferecido na Unidade Básico de Saúde (UBS) Chico Costa.
    O serviço de urgência odontológica funciona 24h na unidade e contará com uma média de 50 atendimentos por dia. É de seis o número de profissionais da Odontologia que trabalham no atendimento à população. “Esse era um pleito antigo, tanto da população como dos profissionais da área, que pediam uma estrutura melhor de trabalho. Agora, poderemos oferecer um melhor atendimento à população”, comemora o prefeito.
    Dentre as vantagens, está uma melhor estrutura, que também oferece acessibilidade aos usuários. É a primeira UPA do estado a oferecer o serviço de urgência odontológica do Rio Grande do Norte. Segundo a secretária municipal de Saúde, Leodise Cruz, a unidade, em breve, também contará com Ortopedia, serviço que passou a ser realizado na UPA do Belo Horizonte recentemente.
    UPA do Belo Horizonte – A Unidade de Pronto Atendimento do bairro Belo Horizonte também ganhou melhorias. O serviço de Ortopedia, iniciado no mês passado, ajudou a desafogar o atendimento ortopédico no Hospital Regional Tarcísio Maia. A perspectiva é de que, ainda neste ano, a UPA do Santo Antônio também realize esse tipo de atendimento.
    UPA do Alto de São Manoel – Esta unidade também vai receber melhorias em sua estrutura. Em breve, o governo municipal entregará à população a UPA reformada, com o dobro do tamanho em que ela se encontra hoje, o que vai humanizar o atendimento e melhorar as condições de trabalho para os profissionais.