BANNER 1

Reportagem da Tribuna do Norte, assinada por Marcelo Lima, mostra que a Corte de Contas do Rio Grande do Norte vai adotar o auxílio-moradia para seus conselheiros, procuradores do Ministério Público de Contas e um auditor. Eles vão receber a vantagem mesmo se tiverem casa própria, da mesma forma que juízes e promotores tem direito hoje.
A única condição para esse pagamento é disponibilidade orçamentária e financeira do TCE/RN. Apenas três tribunais de contas no Brasil tomaram decisão semelhante.

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem