BANNER 1

O prefeito Francisco José Júnior, acompanhado pelos secretários municipais de Meio Ambiente, João Gentil, e da Comunicação Social, José de Paiva Rebouças, recebeu na manhã desta terça-feira, 29, em Brasília, a cessão de um terreno de 78 mil metros quadrados que será utilizado para a construção do Parque Ambiental. O espaço está localizado no centro da cidade, às margens do Rio Mossoró, e foi repassado através de parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
A conquista desse terreno é o primeiro passo para efetivação do projeto, que deve começar a ser realizado já no início de 2016. “A nossa gestão, preocupada com a questão ambiental, determinou à secretaria que fizesse o projeto de um parque e esse projeto já estava pronto, só que precisava de uma área, e hoje conseguimos um local bem no centro da cidade. Temos o objetivo de iniciar a implantação o quanto antes”, disse o prefeito Francisco José Júnior.
“Iremos entregar aos mossoroenses um local em que possam realizar suas atividades físicas, melhorando a qualidade de vida, e que também servirá como mais um ponto turístico. Vamos transformar aquele espaço, que deixará de abrigar pessoas para o consumo de drogas, e se tornará em um ponto de encontro para as famílias mossoroenses. É um ganho importantíssimo para a cidade”, comemorou o prefeito.
O assessor técnico da Diretoria de Planejamento do Ibama, Luiz Eduardo, ressaltou o bom resultado da parceria firmada com a Prefeitura de Mossoró: “O Ibama vem firmando essa parceria com a Prefeitura Municipal de Mossoró para a criação do Parque Ambiental, que permitirá à população ter mais qualidade de vida, contanto também com diversos serviços ambientais para serem trabalhados e discutidos da melhor forma possível. Ele será um dos primeiros com o bioma caatinga”, informou.
O projeto do Parque Ambiental de Mossoró, apresentado pela Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo em março deste ano, contempla as implantações de área verde aberta, pista para cooper e ciclismo, trilhas ecológicas, equipamentos de ginástica, entre outras opções para atividades físicas e de convivência. A iniciativa também conta com as participações do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (IDEMA) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem