sábado, 29 de outubro de 2016

Papagaio dedo-duro entrega marido



O cachorro é o melhor amigo do homem. Já o papagaio, nem tanto. Um homem que traía a esposa com a empregada doméstica foi denunciado pela ave dedo-dura, que reproduzia os diálogos apaixonados do casal adúltero. O que parece ser um enredo de pornochanchada aconteceu na província de Hawalli, no Kuwait.



A mulher traída, que não teve o nome revelado, já suspeitava que o marido vinha pulando a cerca há algumas semanas. Antes mesmo de o papagaio abrir o bico, as desconfianças já existiam, ficando ainda mais intensas no momento em que ela percebeu que o homem ficava nervoso quando ela chegava mais cedo do trabalho sem avisá-lo. O caso foi revelado pelo jornal “Arab Times”.


A desconfiança da moça ficou ainda mais forte depois que ela começou a escutar o animal da família reproduzir frases de amor. O problema é que, segundo ela, o marido não a tratava de maneira carinhosa há algum tempo, o que reforçou as suspeitas de que algo errado acontecia debaixo do seu nariz – ou do bico da ave.

Ao ligar os pontos da história, a esposa chegou à conclusão de que a amante era a empregada doméstica, que ficava em casa com o marido enquanto ela trabalhava. O cidadão bem que tentou camuflar o affair, mas esqueceu de levar o Louro para longe do ninho de amor.

Confusão

O que seria apenas uma briga de casal quase se transformou em questão judicial. Isso porque no Kuwait, assim como em outros países do oriente médio, o adultério é crime, passível de reclusão.
Irritada com a situação, a moça chamou a polícia e relatou o ocorrido. Disse às autoridades que desejava abrir um processo judicial contra o esposo e afirmou que levaria a ave falastrona ao tribunal, como prova do crime.
A sorte do adúltero – e o azar da moça – é que a Justiça do Kuwait sinalizou que o penoso dedo-duro não poderia ser aceito como prova do crime, já que ela não teria como garantir que as frases picantes ouvidas pelo bicho realmente vieram do marido, e não do rádio ou da televisão, por exemplo.

O amante, portanto, não foi indiciado, apesar do susto. Não se sabe qual será o futuro do casal nem, em caso de divórcio, quem ficará com a guarda do papagaio linguarudo.

Nota do blog: 

No "País" de Mossoró, algo similar já ocorreu e foi objeto de postagem aqui no blog do pc, qui quando em uma diligencia policial, do saudoso Gordinho da churrascaria, foi dedurado pelo papagaio de uma mansão onde ele trabalhava, ao tentar se esquivar de reconhecer e seu apelido. Impagável!  





Nenhum comentário:

Postar um comentário