sábado, 22 de outubro de 2016

Senadora Fátima afirma que situação dos servidores é “insustentável”

Senadora Fátima afirma que situação dos servidores é “insustentável”A convite do Fórum dos Servidores Públicos do Poder Executivo, a senadora Fátima Bezerra participou nesta sexta-feira (21), de reunião, na Assembleia Legislativa (ALRN), quando os sindicatos entregaram ao presidente da ALRN, deputado estadual Ezequiel Ferreira, ofício conjunto em que sugerem adequações ao orçamento do estado de 2017. Esse documento, motivado sobretudo pelos impasses no pagamento da folha salarial do estado, já havia sido entregue ao governador Robinson Faria.


A senadora destacou que diante das dificuldades financeiro-orçamentárias dos estados, ações efetivas por parte dos agentes políticos e do Governo Federal são necessárias para solucionar o problema. Como contribuição ao Fórum, ela fará gestão junto ao presidente do Senado, Renan Calheiros, para que seja realizada audiência com os presidentes das Assembleias dos estados nordestinos, a exemplo do que ocorreu com os governadores.

Ezequiel Ferreira afirmou que realizará gestões com presidentes das demais Assembleias para dar início à discussão no âmbito dos legislativos. “Essa mediação por parte dos legislativos é muito importante porque é preciso ampliar as vozes em defesa dos estados. 

Essa situação dos servidores, por exemplo, é insustentável, não pode perdurar”, opinou.

A senadora assinalou que o desafogo aos estados passa por uma rediscussão do projeto de renegociação das dívidas, em tramitação no Senado Federal. “É preciso haver compensações, já que esse projeto beneficia somente os estados do Sul e Sudeste que são os principais devedores da União”, defendeu. Ela ressalta como possível a compensação no montante de R$ 7 bilhões para os estados do Nordeste. Essas ações foram discutidas. O Fórum de governadores.

Fátima propôs ainda, aos representantes do Fórum, que acionem os demais senadores para que ampliem a defesa do estado no Senado, onde o projeto está em plena discussão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário