segunda-feira, 28 de novembro de 2016

PIB do RN tem crescimento abaixo da média nacional entre 2002 e 2014

O Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte cresceu abaixo da média do Brasil entre os anos de 2002 e 2014. É o que aponta a pesquisa Contas Regionais 2014, que é elaborada pelo IBGE em conjunto com os órgãos estaduais de estatística, divulgada nesta segunda-feira (28). Nesse período, o PIB potiguar cresceu 43,2%, o que representa um aumento médio de 3% ao ano. A média nacional de crescimento no mesmo recorte foi de 50,7%. Além do RN, apenas Alagoas teve crescimento do PIB abaixo da média brasileira: 49,9%.



Em 2014, O PIB do Rio Grande do Norte alcançou R$ 54.023 milhões. Esse número é 1,6% superior em relação a 2013. O PIB potiguar representa 0,9% do PIB brasileiro.
Segundo a pesquisa do PIB, do valor adicionado de R$ 48.235 milhões, o setor agropecuário participa com 3,2%, o mesmo percentual observado em 2013. Na agricultura ocorreu crescimento na produção de mandioca e cana-de-açúcar (lavoura temporária) e banana (lavoura permanente). De acordo com o IBGE, a pecuária obteve um "pequeno" crescimento na criação de bovinos e de aves.
O setor industrial participa com 21,9% do valor adicionado, inferior a 2013 (23,4%). A queda na participação deve-se a retração na indústria extrativa mineral (petróleo), na indústria de transformação (refino de petróleo) e na indústria da construção civil (desaceleração na construção de obras públicas).
Em nota, o IBGE diz que a geração e distribuição de eletricidade e gás, água, esgoto e gestão de resíduos teve desempenho positivo, principalmente, pelo bom desempenho da atividade voltada para a geração de energia eólica.
O setor de serviços representa 74,9% do valor adicionado da economia estadual, superior a participação observada em 2013 (73,4%), em decorrência do bom desempenho do comércio, e em especial do comércio atacadista e varejista. Excetuando-se a administração pública, o Comércio é a principal atividade econômica do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário