segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Temer quer se distanciar do contra-ataque do Congresso à Lava Jato

Após o desgaste envolvendo a nomeação de Moreira Franco como ministro, o presidente Michel Temer quer passar um recado de que o Palácio do Planalto não atua para frear a Operação Lava Jato.

O Planalto discute uma linha de corte para os envolvidos na Lava Jato: quem for citado, não sai do governo. Se for alvo de denúncia, está fora.



Mas o recado que o governo quer passar é que a pauta do Planalto é econômica – e que não apoia medidas como anistia ao caixa 2 – que voltou a ser estudada pelo Congresso e que foi defendida abertamente pelo presidente da Comissão de Constituição de Justiça do Senado, Edison Lobão (PMDB-MA), na semana passada- . 

A ideia é neutralizar o desgaste com a concessão de foro privilegiado a Moreira Franco, citado na Lava Jato. 

Além disso: o governo quer passar a mensagem de que não será levado pela agenda de enfrentamento da Lava Jato pelo Congresso.


*G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário