quinta-feira, 30 de março de 2017

Ministro Barbalho vai apresentar na CDR plano de efetivação das obras do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco, diz Fátima.


Em reunião com a presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), senadora Fátima Bezerra, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, garantiu que detalhará o cronograma e a continuidade das obras do projeto de Transposição das Águas do Rio São Francisco na reunião da CDR, a ser realizada na próxima quarta-feira, dia 5. Mais cedo, em reunião com a bancada do Rio Grande do Norte, Helder adiantou que a pasta está sensível com a criação do Ramal de Apodi e apresentará uma proposta para efetivação da obra no Eixo Norte.

“Queremos saber do ministro, especialmente, sobre o andamento das obras de Transposição do Rio São Francisco, tanto físicas como sociais, e mais especificamente no que diz respeito à retomada das obras do Eixo Norte, que ele garantiu que estarão concluídas até o final do ano em condições normais”, destacou a senadora Fátima Bezerra.

A senadora está especialmente preocupada com um trecho mínimo, de seis quilômetros, que parte da Barragem de Caiçara à Barragem de Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras, na Paraíba, e que vai garantir que em épocas de estiagem, como os quase cinco anos que o estado viveu recentemente, a água não deixe de chegar ao Rio Grande do Norte. Conforme ressaltou Fátima, será necessária ainda a construção do Ramal do Apodi, que sequer saiu do papel. O projeto está pronto, mas nenhuma estrutura foi construída até o momento.

Para a reunião do próximo dia 5, foram convidados representantes das assembleias legislativas, de governadores e de secretários dos estados beneficiados pela transposição – Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco – , além de representações de trabalhadores e produtores rurais e demais organizações sociais envolvidas com o tema, como a CNBB e a ASA Brasil, Articulação Semiárido Brasileiro. O ministro adiantou ainda que apontará as principais ações da pasta para este ano. 

Eixo Norte 
As águas do Rio São Francisco contemplarão o Rio Grande do Norte por meio de dois ramais, que beneficiarão todo o estado. Com a perenização do Rio Piranhas/Açu, já no Rio Grande do Norte, as águas chegarão à região do Seridó. No entanto, para que as populações do Alto Oeste, região cuja maior cidade é Pau dos Ferros, também sejam beneficiadas, ainda será necessária a construção do Ramal do Apodi. “Queremos ver nos olhos dos nossos conterrâneos do Rio Grande do Norte a mesma alegria que vimos na população da Paraíba, durante a inauguração popular das obras de transposição, em Monteiro, no último dia 19 de março”, disse.


Nenhum comentário:

Postar um comentário