quinta-feira, 9 de março de 2017

Temer diz que só mulher é capaz de indicar 'desajustes' de preço no supermercado

O presidente Michel Temer afirmou nesta quarta-feira (8), em discurso no Palácio do Planalto, que somente a mulher é capaz de indicar "desajustes" de preços no supermercado.

No mesmo discurso, Temer disse que a mulher ainda é tratada como "figura de segundo grau" no Brasil e que, se a sociedade "vai bem", é porque as pessoas tiveram boa formação em casa, e "quem faz isso é a mulher".

Temer deu as declarações durante evento em homenagem ao Dia Internacional da Mulher no qual o governo anunciou medidas para humanizar o parto normal e reduzir intervenções consideradas desnecessárias.



Ao citar a participação feminina em movimentos sociais e no Congresso Nacional, Temer afirmou que as mulheres deram ao longo do tempo "colaboração extraordinária" ao Brasil. Foi, então, que ele disse que na economia a mulher também tem "grande participação", porque "ninguém mais é capaz de indicar os desajustes de preços no supermercado do que a mulher."

Para o presidente "ninguém é capaz de melhor detectar as eventuais flutuações econômicas que a mulher, pelo orçamento doméstico maior ou menor".

Em outro trecho, Temer também disse: "Aqui no Brasil e ainda em outras partes do mundo, a mulher ainda é tratada como se fosse uma figura de segundo grau, quando na verdade ela ocupa o primeiro grau em todas as sociedades."

Mais cedo, nesta quarta, o presidente já havia divulgado um vídeo sobre o Dia da Mulher nas redes sociais no qual afirmava que a "preocupação com a posição da mulher" na sociedade deve ser constante.

Acompanhado da primeira-dama, Marcela Temer, o presidente também afirmou no evento desta quarta no Planalto que, se a sociedade "vai bem", é porque as pessoas tiveram uma formação adequada em casa, e "isto quem faz não é o homem, quem faz é a mulher".

*G1



Nenhum comentário:

Postar um comentário