domingo, 30 de abril de 2017

CNI vai homenagear emprasário Vilmar Pereira com Mérito Industrial

 

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) aprovou a indicação feita pela Federação da Indústria do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN) do nome do industrial Francisco Vilmar Pereira, para receber a Medalha do Mérito Industrial da CNI 2017. Em 2016 o homenageado foi o industrial Thiago Gadelha Simas, em 2015 Flávio Rocha, e em 2014 Flávio Azevedo.


Vilmar Pereira atualmente é presidente do Simetal – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas do Estado do Rio Grande do Norte, um dos vice-presidentes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte e vice-presidente da ACIM-Associação Comercial e Industrial de Mossoró.
Nascido em Umarizal, Vilmar iniciou sua trajetória empreendedora em 1968, em Mossoró, tendo atuado em vários ramos de atividade. Participou da construção do Porto Ilha e atualmente é diretor presidente das empresas Vipetro, Petroforte Factoring e Petroimóveis.
Criada em 1958, pelos empresários Roberto Símonsen e Euvaldo Lodi, a medalha da Ordem do Mérito Industrial da CNI tem objetivo de expressar o reconhecimento da indústria nacional a personalidades de todos os segmentos da sociedade brasileira, que ajudaram e continuam ajudando a escrever capítulos memoráveis da história da indústria brasileira.
As indicações ao recebimento da Ordem do Mérito podem ser feitas pelas 27 federações de indústrias e pelo presidente da CNI. O número máximo de concessões, anualmente, da Ordem do Mérito Industrial se restringe ao máximo de dez.
A escolha é feita pela Comissão da Ordem do Mérito, composta por cinco representantes, e posteriormente os nomes são levados ao conhecimento do Conselho da Ordem do Mérito, integrado pela Diretoria da CNI e seus Conselheiros Eméritos, para aprovação ou rejeição das propostas.
Entre as personalidades e empresários que receberam a comenda, se destacam os ex-presidentes Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula Da Silva; além do ex-vice-presidente José de Alencar e dos industriais Jorge Gerdau, Antônio Ermírio de Moraes e Ivo Hering.

Nenhum comentário:

Postar um comentário