quinta-feira, 20 de abril de 2017

Delação de marqueteiros do PT prevê multa e perda de US$ 22 milhões

O acordo de delação premiada de João Santana e Monica Moura prevê a perda do valor total que eles mantêm em conta no exterior - avaliado em cerca de US$ 22 milhões -, além de pagamento de multa de R$ 6 milhões.

Segundo a GloboNews apurou, o acordo estabelece uma multa de R$ 3 milhões de Santana e R$ 3 milhões de Monica. 



Eles foram os marqueteiros responsáveis pelas campanhas dos ex-presidentes petistas Dilma Rousseff (2010 e 2014) e do ex-presidente Lula (2006). 

O casal fechou um acordo de delação premiada que foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal.

Para aceitar o acordo, os investigadores exigiram que eles abrissem mão do valor que possuíam em conta na Suíça. 

O perdimento, como é chamado, é avaliado de acordo com tudo que estava na conta deles na Suíça (Schell Bill): cerca de 22 milhões de dólares.


*G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário