terça-feira, 25 de abril de 2017

Presença de agente penitenciários federais em Alcaçuz é prorrogada por mais 30 dias

Agentes penitenciários federais deverão permanecer por pelo menos mais 30 dias em Alcaçuz (Foto: Thyago Macedo/G1)

Os agentes penitenciários federais da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) que atuam no presídio de Alcaçuz desde o fim das rebeliões ocorridas em janeiro – ocasião em que 26 detentos foram assassinados – deverão permanecer por pelo menos mais um mês no Rio Grande do Norte. É o que determina portaria publicada nesta terça-feira (25) no Diário Oficial da União.


Segundo o documento, assinado pelo ministro Osmar José Serraglio, os agentes devem continuar a exercer atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos pelos próximos 30 dias em Alcaçuz a partir da data de vencimento do último prazo estipulado, que terminou no dia 22 deste mês. “A operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do ente federado solicitante, nos termos do Convênio de Cooperação firmado entre as partes, durante a vigência desta Portaria autorizativa”, acrescenta.

Ainda de acordo com a portaria, “o número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação”. Atualmente, segundo Departamento Nacional Penitenciário (Depen), 112 agentes penitenciários federais trabalham em Alcaçuz.

*G1 RN


Nenhum comentário:

Postar um comentário