quinta-feira, 27 de abril de 2017

Reinserção social de adolescentes é defendida pelo mandato de Larissa Rosado


Em sessão ordinária desta quarta-feira, 26, a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) apresentou requerimento ao Governo do Estado no sentido de que seja criado um programa de reinserção social, familiar e comunitária para adolescentes egressos dos Centros Educacionais (CEDUC).


O objetivo principal, segundo a parlamentar é oferecer aos adolescentes, oportunidade de trabalho, através de parcerias dos órgãos governamentais com a iniciativa privada.

O texto da proposta reforça o entendimento do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA que prevê que o adolescente autor de ato infracional será submetido a medidas socioeducativas, aplicadas e operacionalizadas de acordo com a gravidade da infração. Ficando, assim, garantida a possibilidade de superar sua condição de exclusão, proporcionando uma formação voltada a valores positivos de participação na vida social, com o envolvimento familiar e comunitário.

Para Larissa Rosado, a volta dos jovens infratores ao meio social torna-se mais difícil pelo preconceito e a discriminação, que dificultam a reintegração social. “São trabalhadores com maior potencial de rejeição nas empresas. Portanto, romper o ciclo de violência e marginalidade a que estão expostos esses adolescentes requer esforço no sentido de identificar habilidades e potencializar competências básicas e específicas e, principalmente, estabelecer parcerias com outras instituições para a inserção desses jovens na sociedade”, avalia.

Deste modo, em sua solicitação, a pessebista cobra políticas públicas eficientes para a juventude. “ O Governo do Estado tem o dever moral e ético de investir em ações e serviços para os jovens infratores após o cumprimento de suas medidas socioeducativas, evitando que esse menor reincida no cometimento de atos inflacionais”, reafirma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário