domingo, 21 de maio de 2017

PMM vai renovar e ampliar a frota do transporte escolar


A Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) estuda possibilidades para renovar a frota do transporte escolar. Durante a realização da Jornada Pedagógica da Escola da Terra na Escola de Artes na manhã desta sábado (20), a secretária municipal de Educação, Esporte e Lazer, Magali Delfino, informou que o município busca a aquisição de 10 novos ônibus, seja através do programa Caminho da Escola do Governo Federal ou, em segundo plano, por meio de empréstimo.

Aos professores e diretores de escolas da zona rural que participam da Jornada, Magali reconheceu que a frota atual, formada por 28 veículos, sendo 6 locados, precisa ser ampliada para que existiam ônibus reservas para substituição em eventuais problemas.

A secretária acrescentou que, enquanto os novos ônibus não são adquiridos, a PMM conta hoje com registro de preço de todas as peças possíveis que os veículos possam a vir precisar, o que agiliza o processo de conserto em caso problemas mecânicos.



A prefeita Rosalba Ciarlini também participou da Jornada e exaltou o trabalho desempenhado pela educação na zona rural de Mossoró. “Vocês estão numa missão gratificante, mas muito difícil. Reconheço a importância do trabalho de vocês de levar educação para os locais mais distantes”, disse, se reportando aos presentes.

A prefeita fez uma espécie de roda de conversa e ouviu os anseios de todos os professores e diretores que representavam diversas localidades rurais, sendo o abastecimento de água a principal reivindicação.

Rosalba informou que uma equipe técnica do município está trabalhando na elaboração do Plano de Recursos Hídricos da zona rural de Mossoró, que vai guiar as ações necessárias a serem implantadas.

A chefe do Executivo Municipal acrescentou ainda que a gestão tem se esforçado para garantir que os profissionais da educação possam trabalhar com empenho, mas também com a tranquilidade de terem os seus salários em dia. “Agora em maio, nós vamos pagar os salários de dezembro (2016) de quem ganha até dois mil e setecentos reais, além do décimo terceiro salário da educação e cinquenta por cento das mudanças de nível e de classe”, ressaltou.

A prefeita disse ainda que o objetivo neste ano é pagar os salários em dia e resgatar as dívidas de 2015 e 2016 deixadas pela gestão passada para ter condições de fazer investimentos a partir do próximo ano. “O ano que vem a gente vai ter só uma folha para pagar por mês e não teremos dezessete milhões de reais em dívidas para pagar às terceirizadas, o que vai nos permitir de investir, por exemplo, em serviços que possibilitem um ambiente mais saudável nas escolas”, garantiu.

A Jornada Pedagógica da Escola da Terra também contou com a participação da secretária municipal de Comunicação Social, Aglair Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário