quarta-feira, 3 de maio de 2017

Senadores visitam estudante agredido por PM




As senadoras Fátima Bezerra, Gleisi Hoffmann (PR), Regina Sousa (PI), e o senador Lindbergh Farias (RJ) prestaram, nesta quarta-feira, Hospital de Urgências de Goiânia - HUGO, solidariedade aos familiares e amigos do estudante Mateus Ferreira da Silva. O universitário foi espancado brutalmente por um policial militar durante ato da greve geral no dia 28 de abril.

“É um momento difícil, mas graças a Deus o pior está passando. Se Deus quiser ele vai sair daqui com vida. Esse gesto corajoso e de resistência de Mateus vai continuar inspirando a juventude brasileira, que está nas ruas defendendo a democracia e a educação”, disse a senadora Fátima Bezerra.

Os médicos que acompanham o caso afirmam que, a partir da alta da UTI e se tudo evoluir bem, o estudante poderá sair do hospital em 10 dias. “ Isto pode ser para mais ou para menos, vai depender da evolução dele. O que foi feito até agora é lutar para que ele não morra. Apesar de melhorias, ele é um paciente que requer cuidados”, disse o doutor Marcelo Fonseca.

Segurança

Após o encontro com os familiares, a presidente Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), Regina Sousa, e a senadora Fátima Bezerra tiveram uma reunião institucional com o secretário de segurança pública de Goiás, Ricardo Balestreri, para tratar das providências em curso. Na ocasião, Balestreri informou que a pasta pediu o afastamento do policial e que já existe um inquérito policial militar em curso.


Durante o encontro, as senadoras Fátima Bezerra e Regina Sousa declararam que as Comissões de Direitos Humanos e de Educação do Senado irão acompanhar o caso com a devida atenção. “ É importante também as entidades da sociedade civil acompanhem o fato, para que se tenha um desfecho e não fique na impunidade”, afirmaram.
Participam também do encontro a deputada estadual Isaura Lemos, o ex-deputado Mauro Rubens, além do Comitê Goiano de Direitos Humanos e outras entidades que vêm acompanhando o caso do estudante.


Nenhum comentário:

Postar um comentário