quinta-feira, 22 de junho de 2017

Audiência discutirá a exploração terrestre de petróleo na Bacia Potiguar


A atividade petrolífera foi responsável pela geração de vários empregos e de renda para os norte-riograndenses. Com a descoberta da camada pré-sal, a Petrobrás perdeu o interesse pela exploração dos chamados campos maduros, o que gerou a demissão de várias pessoas do setor.


Para discutir de forma ampliada, a retomada desses investimentos no Estado, a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) propôs a realização de audiência pública, dia 14 de agosto, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

“Os campos maduros podem e devem ser explorados, e é preciso que se encontre uma solução, de forma democrática e participativa, para essa exploração”, acentua a parlamentar.

A iniciativa vai ao encontro do que propõe o Ministério de Minas e Energia através do Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás em Áreas Terrestres (REATE).

“A audiência Pública é a instância apropriada para esse debate, uma vez que estarão na Assembleia Legislativa a representação dos maiores interessados, a classe política, o governo e Petrobrás, detentora do direito à exploração”, reforça Larissa.

Educação
Larissa também solicitou a construção de quadra de esportes coberta, bem como de um refeitório nas dependências do Centro de Educação integrada Professor Eliseu Viana, em Mossoró.

“É necessário que se façam investimentos na educação, desde os recursos humanos a investimentos em móveis e imóveis das escolas estaduais, para que aumentemos o nosso conceito nos indicadores que medem a qualidade da educação em relação às demais unidades da federação”, justifica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário