terça-feira, 27 de junho de 2017

Em pouco mais de dois anos, investimentos em Mossoró ultrapassam R$ 150 milhões



"Capital do Oeste Potiguar", "Terra da Liberdade”, “Capital Cultural do Rio Grande do Norte". São muitas as alcunhas pelas quais a cidade de Mossoró é conhecida, dada a sua relevância para o Rio Grande do Norte. Segunda maior cidade potiguar, o município vem recebendo investimentos da atual gestão do governo do RN em diversas áreas. Em pouco mais de dois anos, a administração estadual direcionou mais de R$ 150 milhões para os setores de saúde, segurança pública, cultura, turismo e em ações voltadas para a agricultura. Para se fazer uma comparação, o montante só fica atrás dos R$ 500 milhões investidos em Natal para o saneamento. 




O investimento mais alto será aplicado na construção do Hospital da Mulher, maior complexo hospitalar do RN. O empreendimento está na segunda etapa da licitação e dentro de aproximadamente 30 dias as empresas deverão apresentar propostas. A expectativa é que em 50 dias seja expedida a ordem de serviço para a construção da unidade, que será feita em duas fases. O cronograma total da obra está previsto para 19 meses. São R$ 100 milhões de investimentos: R$ 50 milhões em obras e R$ 50 milhões para equipamentos. 

Além do hospital, serão construídos um banco de leite e uma Casa de Apoio para acompanhantes dos pacientes. Outro reforço para a saúde, de R$ 1,4 milhão, está sendo aplicado na melhoria do Hospital Tarcísio Maia. 

Na cultura, estão sendo aplicados R$ 3,5 milhões na reforma do Teatro Lauro Monte Filho, o mais antigo da cidade, para que a Mossoró tenha de volta um dos espaços mais importantes à sua dinâmica cultural. 

Na educação, foram disponibilizados R$ 5,3 milhões para as Escolas Agrícola Gilberto Rola e Maria Emília das Mercês, além de recursos para todos os colégios estaduais investirem em inovação pedagógica, com dinheiro já liberado direto para a conta da escola. 

Para fomentar a área rural, os recursos enviados para apoio aos agricultores familiares, melhorias da produção, acesso a água e outras ações foram de R$ 4 milhões. 

O setor da Segurança também foi beneficiado. Para a implantação da central de monitoramento (Ciosp) e outras ações de combate e prevenção à criminalidade, foram repassados R$ 2,7 milhões.  Um dos principais equipamentos de prestação de serviço à população, a Central do Cidadão recebeu R$ 1 milhão em sua nova estrutura na capital do Oeste. No turismo, foi desenvolvido um trabalho de sinalização turística em todo o polo Costa Branca. 

Para o governador, o esforço em ajudar na estruturação da cidade faz parte de um compromisso assumido ainda em 2014. “Essas ações que já foram feitas e que ainda serão desenvolvidas são de pontos que me comprometi durante a campanha. Mas não só isso. Existem temas que merecem atenção especial e constante, que não me comprometi, mas que achei que Mossoró precisava. Por isso, lutamos e fomos atrás de recursos para reforçar diversas áreas”, assegurou.





Nenhum comentário:

Postar um comentário