quarta-feira, 7 de junho de 2017

Izabel Montenegro pede providências sobre a violência que atinge Mossoró


A vereadora Izabel Montenegro (PMDB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Mossoró, na manhã desta terça (06/06), para comentar o aumento da criminalidade no estado do Rio Grande do Norte. A vereadora, que também foi vítima da onda de violência que atinge Mossoró, lamentou a atitude de algumas pessoas nas redes sociais sobre a violência sofrida por ela e o assassinato do servidor da UERN, Hiroito Falcão, morto durante assalto no último final de semana.


A parlamentar se disse chocada quando viu que algumas pessoas desejaram, nas redes sociais, que os parlamentares sofressem violência desse tipo. “Algumas pessoas não têm o entendimento de qual é o papel e o limite do vereador. Nesta Casa, solicitamos este ano audiência pública para falar sobre o aumento da violência na nossa cidade. Eu e outros vereadores nos reunimos com o governador Robinson Faria, já encaminhamos pedidos ao Governo do Estado. O vereador Petras (DEM) criou a Frente Parlamentar de Combate a Violência. Então, queria deixar claro que tomamos sim atitudes e estamos lutando para trazer mais segurança pra Mossoró.”, afirmou.

O vereador Petras completou que os parlamentares estão fazendo sua parte. “A Casa tem sim feito a sua parte, cobrando do governo municipal e estadual. Estamos nos reunindo e cobrando soluções às instituições. Precisamos de policiais nas ruas o mais rápido possível. Quantos mais sofrerão violência até que o governo tome uma atitude?”, questionou.

Alex Moacir (PMDB) disse que o tema é recorrente na Câmara e pediu providências. “Mataram Hiroito Falcão, servidor da UERN, invadiram a residência da senhora. Qualquer cidadão, independente da posição social, pode ser vítima dessa violência que atinge o estado. O que nos cabe é pressionar ainda mais o governador Robinson Faria. Nos últimos 50 anos o estado nunca teve um governo tão inoperante quanto este.”, reclamou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário