sexta-feira, 28 de julho de 2017

Bairros apresentaram redução significativa na infestação pelo mosquito Aedes aegypti


Nesta quinta-feira (27) o Comitê de Enfrentamento à Dengue e Arboviroses realizou mais um encontro na Secretaria de Saúde. A reunião contou com a presença de representantes de instituições que integram o Comitê para realização de um balanço das atividades. Na ocasião também foram definidas novas ações a serem implementadas no município.


A diretora da Vigilância à Saúde apresentou os dados do último Levantamento Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), finalizado em junho. Alguns bairros conseguiram zerar o índice, tais como a Ilha de Santa Luzia e o Forno Velho. As localidades saíram de 20% e 21%, respectivamente, em 2016, para zero em 2017. “Estamos realizando ações como foco na prevenção. Temos uma redução drástica no número de casos de dengue e arboviroses, mas quando vemos que alguns bairros não apresentaram índice de infestação, isso reforça que o trabalho dos agentes está sendo muito positivo”, comentou Iranilde Campos.

No encontro também foram apresentados os números com relação às atividades realizadas pela Vigilância. Segundo as informações, foram 95.569 imóveis inspecionados este ano.

Os casos notificados de Dengue em 2017 chegaram a 793. Em 2016 foram 2.778. Já a Zika foram 3 notificações este ano e 570 em 2016. Com relação aos casos de Chikungunya, os números apresentaram 343 notificações, uma redução bastante significativa comparada aos 3.140 de 2016. “Os casos de Dengue ainda existem porque se trata de uma doença endêmica. É um trabalho constante para reduzir as notificações, onde os agentes também dependem muito da colaboração da população”, confirmou Allanys Medeiros, médica veterinária do Centro de Controle de Zoonoses.

Mutirão Maisa - Durante toda esta semana, a Vigilância à Saúde está promovendo ações de combate ao Aedes aegypti na comunidade da Maisa. Estão sendo realizadas rodas de conversas em várias áreas da localidade com objetivo de esclarecer dúvidas e orientar a população sobre o perigo do mosquito.  São 30 agentes de endemias envolvidos na ação juntamente com a equipe de Vigilância à Saúde. Nesta sexta-feira (28) será realizado um mutirão com o envolvimento das diversas secretarias, voltado a eliminação dos focos do Aedes. A iniciativa começa às 8h e segue durante todo o dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário