sábado, 5 de agosto de 2017

Autoridades fecham abatedouro ilegal e apreendem 8 toneladas de frango no RN
Operação aconteceu na manhã deste sábado (5) em Ceará-Mirim. Carne era guardada no chão e distribuída na região do Mato Grande potiguar.

Abatedouro clandestino é fechado em Ceará-Mirim


Um abatedouro clandestino de aves foi fechado na manhã deste sábado (5) na zona rural de Ceará-Mirim, município da Grande Natal. Ao todo, foram apreendidas 8 toneladas de carne, sendo cinco de animais vivos e três de aves abatidas - acondicionadas no chão.
Segundo a Secretaria de Meio Ambiente do município, o estabelecimento tinha sofrido embargo do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) em março deste ano, devido às más condições higiênicas, mas continuava funcionando normalmente. A carne era distribuída em toda a região do Mato Grande potiguar.
"Não havia condição sanitária nenhuma para funcionamento", disse a secretária.
Animais abatidos eram depositados no chão em abatedouro ilegal no RN (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim) Animais abatidos eram depositados no chão em abatedouro ilegal no RN (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim)
Animais abatidos eram depositados no chão em abatedouro ilegal no RN (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim)
A secretária Rosimeire Dantas afirmou que cerca de 30 toneladas de animais eram abatidas por semana de acordo com estimativas das autoridades locais. Apesar da operação deste sábado, as autoridades municipais e estaduais não conseguiram impedir que três toneladas da carne fossem distribuídas para as feiras livres da região durante a madrugada.
Ninguém foi preso, mas o estabelecimento foi notificado por descumprimento de embargo e por funcionar sem licença ambiental.
Cerca de 1.600 aves vivas serão devolvidas aos aviários de onde foram compradas. As abatidas, entretanto, foram depositados no aterro sanitário do município.
Participaram da operação a Secretaria Ambiental, o Idiarn, a Guarda Municipal, além da Polícia Militar e Polícia Civil.

Cerca de 1.600 aves estavam em abatedouro clandestino na Grande Natal (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim) Cerca de 1.600 aves estavam em abatedouro clandestino na Grande Natal (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim)
Cerca de 1.600 aves estavam em abatedouro clandestino na Grande Natal (Foto: Divulgação/ Sec. de Meio Ambiente de Ceará-Mirim)




Nenhum comentário:

Postar um comentário