domingo, 6 de agosto de 2017

Congresso vai gastar R$ 1 milhão com cadeiras, sofás e camas para parlamentares

Enquanto o país trabalha com a possibilidade de fechar o ano com um rombo ainda maior do que o previsto no orçamento para este ano, o Congresso Nacional, responsável por aprovar as contas do Executivo, parece não ter tanta preocupação financeira. O Senado Federal e a Câmara dos Deputados pretendem gastar este ano cerca de R$ 1 milhão, no total, com itens como cadeiras, sofás, camas e colchões. Tudo para garantir o conforto dos parlamentares das duas Casas.
O maior gasto é estimado pelo Senado, que abriu licitação para comprar R$ 920.479,05 em cadeiras e sofás modulares para a Casa. No edital são pedidas 562 cadeiras com preços que variam de R$ 980,00 a R$ 1,9 mil.
As cadeiras são anatômicas giratórias em formato de concha com regulagem de profundidade e várias alturas de enconsto. O material pedido é couro preto com acabamento em costura dupla.

Inclinação relax

Segundo o pedido, conjunto assento/encosto “será dotado de regulagem para inclinação (relax)”. Há cadeiras mais baratas, estimadas em R$ 562,50 a unidade, para o “interlocutor”. O Senado incluiu, ainda, na compra a previsão de R$ 15,6 mil para 15 cadeiras escolares para alunos obesos e, na mesma licitação, serão gastos R$ 6,3 mil com 10 carteiras escolares.


Já os sofás para os gabinetes dos senadores custarão entre R$ 1.850 e R$ 3,2 mil cada. Foram pedidos 30 sofás de dois e três lugares a um custo de R$ 85 mil e outros 35 metálicos de um, dois e três lugares com preço estimado em R$ 86,8 mil.
Segundo o pregão, cuja abertura está prevista para 17 de agosto, a empresa vencedora terá 30 dias para fornecer os móveis.
De acordo com o Senado, a compra é necessária para atender solicitações “tendo em vista o elevado tempo de vida útil e desgaste de parte relevante do mobiliário funcional utilizado nas dependências do Senado Federal, o que acarreta a necessidade recorrente de substituição”.

Apartamentos funcionais e habitáveis

Já a Câmara dos Deputados abriu pregão eletrônico de R$ 80.487,84 para comprar camas box e colchões King Size e Queen Size. São pedidos 48 conjuntos de cama box de casal “queen size” a um preço estimado de R$ 1.311,33, e outras 12 camas boxes king size por mais R$ 1.462 cada. O prazo de entrega do mobiliário pelo vencedor da licitação não pode ultrapassar 40 dias.
Segundo a justificativa, a compra será para “assegurar a habitabilidade dos imóveis funcionais da Câmara dos Deputados”.
Em fevereiro deste ano, a Câmara já havia feito pregão para comprar móveis como armários, mesas, painéis e estantes para 10 gabinetes incluídos no programa “Gabinete Sustentável”. A empresa vencedora forneceu o material por R$ 91,7 mil.
A justificativa foi modernizar o mobiliário. “Considerou-se que o padrão de mobiliário atualmente utilizado favorece a criação e a manutenção de documentos físicos, situação contrária à ação de desmaterialização de documentos pretendida, além de estar em desconformidade com os preceitos ergonômicos contemporâneos e com a utilização de equipamentos eletrônicos modernos”, informou a Câmara.
Também há licitação aberta na Câmara dos Deputados para a compra de 24 televisores e 24 suportes, cujo gasto previsto é de R$ 21,1 mil. Segundo o edital, o material é para permitir a visualização dos painéis informativos nas áreas de comunicação e informática.

Nenhum comentário:

Postar um comentário