quarta-feira, 16 de agosto de 2017

PGR paralisa negociações para delação premiada de Cunha

A Procuradoria Geral da República (PGR) paralisou as negociações para uma eventual delação premiada do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso pela Lava Jato desde outubro do ano passado.

Segundo uma fonte com acesso às negociações, as informações prestadas por Cunha foram consideradas insatisfatórias, diante da expectativa criada com o eventual acordo.

Na semana passada, o Blog informou que as tratativas com o operador financeiro Lucio Funaro estavam bem mais adiantadas do que a de Cunha.


A paralisação, contudo, não quer dizer que as negociações não possam ser retomadas. Isso já ocorreu em outros acordos da Lava Jato.

Uma das possibilidades é que os advogados de Eduardo Cunha tentem retomar as negociações para uma delação depois que Rodrigo Janot for substituído por Raquel Dodge na chefia da Procuradoria Geral da República. Raquel Dodge assumirá o cargo em 18 de setembro.


*G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário