segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Janot manda investigar se delatores da JBS omitiram informações e diz que acordo pode ser anulado

Em pronunciamento nesta segunda-feira (4), procurador-geral da República disse que MP obteve áudio com conteúdo 'gravíssimo'.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou nesta segunda-feira (4) que determinou a abertura de investigação para apurar indícios de omissão de informações de práticas de crimes no acordo de delação premiada dos executivos do grupo J&F, controlador do frigorífico JBS. Segundo Janot, dependendo do resultado da investigação, o acordo de colaboração dos irmãos Joesley e Wesley Batista poderá ser anulado.
Em um pronunciamento na sede da Procuradoria Geral da República (PGR), o chefe do Ministério Público informou a jornalista que os investigadores obtiveram na última quinta-feira (31) áudios com conteúdo que ele classificou de gravíssimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário