sábado, 28 de outubro de 2017

Incêndio atinge Aeroporto de Natal

Chamas atingiram torre de refrigeração do Aeroporto de Natal (Foto: Cedida)

*Do G1 RN

Caso aconteceu na manhã deste sábado (28). Segundo a administradora do terminal, chamas foram controladas e ninguém se feriu.
Chamas atingiram torre de refrigeração do Aeroporto de Natal atingiram torre de refrigeração do Aeroporto de Natal 
Chamas atingiram torre de refrigeração do Aeroporto de Natal


Um incêndio atingiu uma torre de refrigeração de água do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal, na manhã deste sábado (28). A informação foi confirmada pela Inframérica, empresa que administra o terminal.
Uma grande nuvem de fumaça foi vista na área externa do aeroporto. De acordo com a empresa, o fogo começou por volta das 8h e foi controlado 20 minutos depois pela própria brigada de incêndio do terminal.
Não há feridos. De acordo com a inframérica, as chamas atingiram a torre de refrigeração que fica fora do prédio principal. Apesar disso, o alarme de incêndio foi disparado dentro do terminal, por onde passam os passageiros.
Técnicos ainda estão avaliando a causa do incêndio. De acordo com a Inframérica, nenhum voo foi cancelado ou atrasado por causa do incidente.
Nota
A Inframerica informa que um incêndio atingiu uma das torres de refrigeração de água do Aeroporto de Natal às 8h deste sábado (28). As chamas foram prontamente contidas pelos bombeiros civis do aeródromo. Às 8h20, o fogo foi totalmente controlado. Ninguém ficou ferido.
O sistema contra-incêndio do Terminal foi acionado preventivamente, mas não houve necessidade de evacuação do Aeroporto.
O fogo não afetou as operações aéreas do aeroporto, pousos e decolagens ocorrem normalmente. As causas do incidente ainda são investigadas.
As torres de refrigeração alimentam o sistema de ar condicionado do aeroporto.
Incêndio aconteceu neste sábado (28) no Aeroporto de Natal  (Foto: Cedida) Incêndio aconteceu neste sábado (28) no Aeroporto de Natal  (Foto: Cedida)


Um comentário: