quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Especialista alerta para perigo de autossabotagem no Enem

A apenas três dias da primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (5), estudantes precisam ficar atentos ao papel decisivo dos fatores emocionais para o resultado positivo nas provas. O desequilíbrio emocional pode significar o fracasso no processo seletivo.

O alerta é do master coach internacional e especialista em inteligência emocional Ramon Enoc, que aponta a chamada autossabotagem como um dos principais entraves na conquista do êxito no exame. Para ele, acreditar no potencial é o primeiro passo na busca pelo resultado exitoso nas provas.
“O candidato precisa, antes de tudo, focar no positivo, eliminar a autossabotagem, que, na prática, significa o pensamento negativo, o medo de não ser capaz, de não ter conhecimento suficiente sobre o conteúdo da prova”, alerta.
Ainda de acordo com o especialista, a preparação para o exame vai além de ter conhecimento sobre os temas estudados ao longo do ano. Na hora da prova, itens considerados simples, como até mesmo a forma de respirar, influenciam diretamente.
“De nada adianta o estudante ter domínio sobre o conteúdo se ele não conseguir calar aquela voz interior que muitas vezes diz que ele não estudou o suficiente. Ele precisa lembrar que é capaz e criar novas e positivas conexões neurais”, aconselha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário