quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Prefeitura consegue acordo que vai liberar R$ 4 milhões do FGTS de servidores

A Prefeitura de Mossoró conseguiu acordo histórico, nesta quarta-feira (29), para os servidores públicos municipais. A negociação fechada com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) vai permitir a liberação inicial de R$ 4 milhões do FGTS dos trabalhadores.

Pelo acordo, o pagamento do FGTS será individualizado, permitindo que o montante seja liberado já nos próximos meses.
Dessa forma, a Prefeitura de Mossoró realiza um sonho dos servidores que vinham se arrastando há pelo menos 15 anos. O processo envolve o pagamento do FGTS do período de 1979 a 1991.
O acordo está sendo homologado na 3ª Vara da Justiça de Trabalho de Mossoró e aguarda apenas pequenos ajustes na minuta, propostos pela Caixa Econômica Federal, no prazo máximo de 10 dias.
Presente na audiência, o Procurador-geral Adjunto, Júlio César, pediu o máximo de agilidade à Caixa para que o acordo seja homologado o mais breve possível. “A Prefeitura de Mossoró tem total interesse no avanço desse processo para que os trabalhadores possam o quanto antes ter o acesso aos recursos. Resolver essa pendência antiga foi uma determinação da prefeita Rosalba Ciarlini, que ordenou que a Procuradoria não poupasse esforços para assegurar aos trabalhadores o diretor de receber o seu FGTS”, destacou.
Ao tomar conhecimento do ajustamento do acordo, a prefeita Rosalba Ciarlini elogiou a postura de todos envolvidos e comemorou o fim de uma longa espera para os servidores. “Trata-se de uma questão que vinha se arrastando há anos e que estamos tendo a felicidade de apresentar uma solução para que todos os trabalhadores possam receber aquilo que eles têm direito”, ressaltou.
Rosalba Ciarlini destacou ainda que os recursos serão liberados em boa hora, num momento de grave crise econômica. “São valores consideráveis que, com certeza, vão dar uma aquecida na nossa economia”, exaltou.
A audiência contou com a participação do Procurador do Município, Ademir Vieira, juiz da 3 Vara da Justiça do Trabalho de Mossoró, Vladimir Paes de Castro e representantes do Sindiserpum e da Caixa Econômica Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário