sexta-feira, 3 de novembro de 2017

RN tem quase 160 mil inscritos no Enem 2017

Provas começam a ser aplicadas neste domingo (5) em 40 cidades potiguares.
https://s2.glbimg.com/WwenmGm0HyIAPDcZRWxn1keH_NY=/0x0:1280x960/1600x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/I/q/d722glTIiQ9GdWBl0B6w/


Provas do Enem 2017 serão aplicados em dois domingos pela primeira vez (Foto: Ardilhes Moreira/G1)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado para quase 160 mil pessoas no Rio Grande do Norte em 2017, informou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As provas começam neste domingo (5) e seguem no próximo, dia 12 de novembro, em 40 cidades potiguares. Os participantes no estado representam 2,3% do total de 6.731.203 inscritos em todo o país.

Somente na capital potiguar, as provas serão aplicadas a 54.553 pessoas. Em Mossoró, segunda maior cidade do estado, são 18.960 inscrições. Pouco mais de 8,6 mil farão provas em Parnamirim, terceiro maior município do RN, localizado na região metropolitana de Natal.

No geral, o Rio Grande do Norte contou com 159.484 inscrições - número 18,5% menor que no ano passado, quando o estado teve 195.726 candidatos. De acordo com a instituiçao, o motivo da redução é uma mudança no perfil da prova.

"A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)", considerou o Inep.

A grande maioria dos candidatos potiguares (66.542) tem entre 16 e 20 anos. Mas há inscritos de todas as idades: 1.576 têm menos de 16 anos; 233 têm 60 ou mais.

23,7% dos participantes no RN são pagantes, 61,9% foram isentos da taxa de inscrição por meio de lei ou decreto e 14,4% conseguiram a gratuidade automática, por estarem concluindo o Ensino Médio na rede pública em 2017.

Do total de candidatos, 73,6% já terminou o Ensino Médio e 17,8% é concluinte em 2017. Ainda de acordo com Inep, 7,6% concluirá após 2017. A maioria (57%) é mulher.

*G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário