quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Governo firma convênio para fiscalização ambiental e reinaugura Folha das Artes


A fiscalização das unidades de conservação nos grandes polos turísticos do Rio Grande do Norte e o policiamento ostensivo ambiental tiveram hoje um grande ganho. O governador Robinson Faria assinou nesta terça-feira, 12, convênio que destina R$ 2,7 milhões para essas ações que serão desenvolvidas pelo IDEMA e pela Companhia Independente de Policiamento Ambiental (Cipam). Locais como o Parque das Dunas, a Mata da Pipa e a APA de Genipabu serão beneficiados diretamente.


A assinatura do convênio aconteceu no Parque das Dunas em ato solene que também reinaugurou a recuperação do espaço Folha das Artes. O local passou por limpeza da estrutura metálica, substituição dos tubos de aço galvanizado, instalação de novas luminárias, polimento do piso e pintura e instalação da nova cobertura. Foram seis meses de obra e R$ 473 mil investidos na recuperação de toda estrutura que abriga eventos regularmente, como a feirinha de artesanato promovida pela Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas). O equipamento é gerido pelo Governo do RN, via Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).
Robinson Faria ainda anunciou a recuperação do anfiteatro do Parque das Dunas e enfatizou o esforço da administração estadual que fez o Rio Grande do Norte sair do 24º lugar como preferência de destino turístico no Brasil em 2015 para o terceiro lugar em 2017. “Isto é resultado das ações que o atual governo vem desenvolvendo para dinamizar o setor que tem impacto em outras 55 atividades e dinamiza a economia gerando trabalho e renda”, destacou o Governador.
Sobre o parque
O Parque das Dunas é o segundo maior em área urbana do Brasil, menor apenas do que a Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro. No Bosque dos Namorados, área do parque reservada à visitação pública, onde fica a Folha das Artes, há infraestrutura para o desenvolvimento de atividades de pesquisa científica, educação ambiental, lazer e turismo ecológico. O Parque das Dunas tem funções fundamentais para a qualidade de vida da população: contribui para a recarga do lençol freático da cidade epurifica o ar. Seu ecossistema de dunas abriga fauna e flora de grande valor bioecológico com diversas espécies em processo de extinção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário