segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

‘Não torço pela prisão do Lula’, afirma Aécio Neves

Foto; Agência Senado
Em sua primeira entrevista exclusiva após ser denunciado por corrupção e obstrução da Justiça com base na delação do Grupo J&F, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) negou que tenha cometido crime e disse que foi gravado por Joesley Batista em “uma ação planejada com a participação de membros da Procuradoria-Geral da República”. Após a Operação Patmos, Aécio chegou a ser afastado do mandato, teve prisão preventiva solicitada e ficou em recolhimento domiciliar noturno. Ele admite apenas que cometeu “um erro” ao pedir R$ 2 milhões para o empresário.

O senador  afirmou também que não se pode descartar uma nova candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República. “Depois de um determinado período, em junho, quando as convenções são realizadas, acho difícil impedir uma candidatura presidencial.”
*Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário