quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

PF diz que apreendeu em 2017 maior volume de maconha e de cocaína dos últimos 22 anos


Ao todo, foram apreendidas neste ano 324 toneladas de maconha e 45 toneladas de cocaína. PF diz que maior parte das drogas vem do exterior, geralmente Paraguai, Bolívia e Colômbia.

Balanço da Polícia Federal mostra que a corporação apreendeu neste ano o maior volume de maconha e de cocaína dos últimos 22 anos.


Ao todo, segundo a PF, foram apreendidas 324 toneladas de maconha e 45 toneladas de cocaína.

Os números do balanço superam, por exemplo, o resultado de 2016, quando a PF apreendeu 236 toneladas de maconha e 41 toneladas de cocaína.

Drogas vêm do exterior
A PF afirma que a maior parte da droga apreendida vem de outros países.

A maconha apreendida, geralmente, é produzida no Paraguai e a cocaína, na Bolívia, na Colômbia e no Peru.

Na avaliação da Polícia Federal, os números têm aumentado em razão do aumento da fiscalização, além de melhoria nas investigações e nos investimentos em tecnologia.

Por onde chegam as drogas
De acordo com a Polícia Federal, os estados que fazem fronteira com outros países e São Paulo são as unidades da federação campeãs de apreensão.

Só no Mato Grosso do Sul, por exemplo, estado por onde entra a maior quantidade de maconha, foram apreendidas 147 toneladas da droga neste ano.

Na avaliação da PF, o fato de a fronteira do estado com o Paraguai ser seca contribui para a ação dos criminosos.

Já a cocaína teve São Paulo como o estado onde a maior quantidade da droga foi apreendida em 2017. Ao todo, foram mais de 16 toneladas retiradas das ruas neste ano.


Para a Polícia Federal, as maiores apreensões acontecem no estado em razão do Porto de Santos, por onde a cocaína chega.



Nenhum comentário:

Postar um comentário