GOVERNO RN

sábado, 27 de janeiro de 2018

Hospital Regional da Mulher começa a ser construído em Mossoró


O ano de 2018 já começou com saldos positivos para a saúde pública de Mossoró. As obras do Hospital Regional da Mulher, que teve sua ordem de serviço assinada esta semana pelo governador Robinson Faria, já iniciaram e deverão ser entregues no prazo de 19 meses. O centro de saúde terá recursos de R$ 104 milhões do projeto Governo Cidadão, que utiliza recursos do Banco Mundial para construção e compra de equipamentos.



A empresa CG Construções Ltda., de Fortaleza (CE), está mobilizada no canteiro de obras, onde estão sendo feitas a preparação do terreno, as medições, montagens, organização dos galpões, máquinas e retroescavadeiras. Também já estão em andamento os processos para compra de móveis e equipamentos.

A expectativa é que o hospital atenda 20 mil pessoas por ano, vindas de mais de 60 municípios da Região Oeste, que tem como principais cidades Mossoró, Alto do Rodrigues, Assu, Areia Branca, Apodi, Pau dos Ferros, São Rafael, Caraúbas, Patu, Tibau, São Miguel, Umarizal e Alexandria.

Para o secretário estadual da Saúde, George Antunes, é importante ver um investimento deste porte, o que demonstra um comprometimento com a regionalização da Saúde. “É com essa estrutura moderna, bem equipada e com uma política de humanização forte, que o Governo irá atender três regiões de Saúde, que abrigam 65 municípios, e que certamente irá beneficiar diretamente uma população superior a 800 mil habitantes”.

A nova unidade será referência no tratamento da saúde feminina na região Oeste. O hospital terá um espaço de acolhimento à gestante que porventura esteja de alta médica, mas que precise continuar acompanhando seu recém-nascido, caso ele necessite de um tempo maior de internação, e a Casa da Gestante, bem como um Banco de leite humano.

A unidade funcionará ainda como hospital campo de estágio, em parceria com a Universidade Estadual do RN (UERN), para áreas de saúde e afins. “Importante ainda ressaltar o papel deste hospital na área da educação, visto que ali serão abertos Campos de estágio para alunos de graduação, com destaque para medicina e enfermagem, bem como nas pós-graduações, com as residências médicas e as residências multiprofissionais”, lembrou o secretário.

O complexo hospitalar de atenção à mulher terá leitos de observação do pronto socorro, leitos de internação e de suporte para mulheres vítimas de violência, além de leitos de unidade de terapia intensiva e cuidados intermediários, unidades funcionais para centro obstétrico com salas de parto humanizado e salas cirúrgicas de obstetrícia, cirurgias eletivas, banco de leite humano, casa da gestante e o centro de parto normal.   

Mais ações do Governo na saúde pública de Mossoró

Além da obra do Hospital da Mulher, Mossoró também ganhará novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). As obras já estão em andamento e contam com investimento de R$ 2,4 milhões em recursos próprios do Governo do Estado, que irá melhorar a assistência no maior hospital público de urgência da Região Oeste.

Com a construção, a unidade passa de 9 para 30 leitos disponíveis, uma vez que, além da construção dos 20 novos leitos, a atual UTI da unidade passará por ampliação.

A empresa BNF Engenharia LTDA ME já trabalha há 20 dias, quando foi assinada a ordem de serviço, e deverá concluir as obras no prazo de 300 dias, com previsão de entrega em outubro de 2018.


Nenhum comentário:

Postar um comentário