sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Mil militares vão permanecer no RN, apesar do fim da paralisação das polícias


A volta dos policiais militares às ruas do Rio Grande do Norte não vai fazer com que as Forças Armadas deixem completamente o Estado. Em publicação feita no Twitter, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, garantiu que pelo menos mil homens continuarão no RN por tempo indeterminado.


“Com o fim das greves das polícias do RN, a ação das FAs (GLO) se encerrará dia 12”, escreveu. Em segue, Jungmann complementou: “Porém, 1.000 militares permanecerão, em condições de pronto emprego, caso se faça necessário e o Presidente determine”.

A ação das Forças Armadas se encerra nesta sexta-feira (12). Os militares federais chegaram ao RN no dia 29 de dezembro.

A Polícia Militar entrou em greve no dia 19 de dezembro. Já no dia 6 de janeiro, o governador Robinson Faria declarou estado de calamidade na Segurança Pública do RN.


Nenhum comentário:

Postar um comentário