quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Policiais militares aceitam proposta do Governo para encerrar greve no RN


Os policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte aceitaram a proposta do Governo do Estado para encerrar a greve, iniciada no dia 19 de dezembro.

Os policiais definiram para não manter o movimento e já decidiram pelo retorno às atividades. Em contrapartida o governo se comprometeu a dar condições de trabalho.


Mais cedo, os policiais civis já haviam anunciado que retomariam o trabalho. Delegados, agentes e escrivães estavam em greve desde o dia 20 de dezembro.

Representantes do Poder Executivo se reuniram com os representantes das associações de policiais e bombeiros militares na quarta-feira (9), para tentar chegar a um acordo.

O Executivo redigiu um Termo de Ajustamento de Gestão com as propostas para os servidores, com o objetivo de acertar com eles as medidas que serão adotadas para que os policiais e bombeiros retornem ao trabalho.

Dentre as propostas para que os policiais encerrassem a greve, o governo se comprometeu a efetivar o pagamento de todos os policiais e bombeiros militares da ativa, da reserva e pensionistas no dia 12 de dezembro; enviar para a Assembleia Legislativa uma operação de crédito para que servidores públicos possam ter acesso ao 13º em uma instituição bancária com a responsabilidade financeira por parte do estado; sinalizou a aquisição de novas viaturas; e garantiu o uso de um montante de R$ 100 milhões que virão do governo federal para resolver problemas estruturais da PM, como a compra de equipamentos de proteção individual para os policiais. As propostas foram confirmadas pelo governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário