GOVERNO RN

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

OBVIO RN divulga dados completos dos Homicídios do RN em 2017 - Faça o download do exemplar



2017, o ano que não terminou

O OBVIUM: O Anuário da Violência Potiguar é uma publicação pro bono do OBVIO – Observatório da Violência do RN, vinculado à Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), que reúne os resultados da pesquisa científica inter e transdisciplinar resultante da colaboração de técnicos, pesquisadores e estudantes de várias instituições de nível superior do RN.

Sua única finalidade é lançar um olhar amplo sob os números da violência homicida sem se deixar atar pelas amarras das políticas de governo e de suas estatísticas restritas.
Nesse contexto, entendemos que a complexidade do fenômeno da violência há muito não vem sendo cientificamente considerada pela gestão de segurança pública do Rio Grande do Norte, que insiste em tentar soluções simplistas que de longe não atendem ao problema.

Operando em espasmos de ações reativas, o estado deixou de protagonizar as políticas públicas de segurança, dando lugar para que criminosos, geralmente ligados a facções, ditem as regras de comportamento e convívio no seio da lacuna deixada pela ausência do estado. O medo impera principalmente nas localidades mais afastadas, lugares onde a falta investimentos em capital humano e condições de trabalho das polícias é ainda mais perceptível, corroendo a credibilidade das instituições de segurança e afastando as pessoas até de colaborarem com denúncias e informações para minorar o estado de insegurança em que vivem.

Nessa esteira de ineficiência, chegamos ao final de 2017 com 2.408 mortes oriundas de condutas violentas letais intencionais, 20% a mais que no ano de 2016, e esse com 19% a mais que 2015.
Acumulamos em 3 anos da atual gestão 6.073 homicídios, enquanto na gestão anterior inteira foram 5.732. A escalada da mortandade é tão grande, que mesmo com a presença das Forças Armadas nas ruas, sendo acionada pela terceira vez em 1 ano e meio para conter a violência no estado, não impediu que o ano de 2018 começasse violento.

Ou seja, o ano de 2017, no que tange ao vertiginoso aumento da violência homicida, não terminou, e as consequências da ausência do estado prosseguem inexoravelmente em 2018.

Boa leitura!

OBVIO – Observatório da Violência no RN

Baixe seu exemplar ou leia online AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário