GOVERNO RN

sexta-feira, 23 de março de 2018

Após 6 anos, E. M. Genildo Miranda funciona em novo prédio


Após 6 anos de espera, a comunidade do Lajedo, no Sítio Alagoinha, finalmente viu a Escola Municipal Genildo Miranda aberta à comunidade. A escola estava funcionando no antigo prédio e, na quinta-feira, 22, alunos e professores ocuparam os corredores e salas de aula e deram início ao Ano Letivo 2018. O desejo de estudar e trabalhar em um prédio novo e com boa infraestrutura vinha sendo acalentado desde o ano de 2012 quando ocorreu a doação do terreno para a construção da escola.

“Hoje é um dia histórico. São 6 anos que essa comunidade espera para fazer uso da escola em um prédio com estrutura e segurança adequadas. Nós contamos com uma equipe pedagógica comprometida com a educação dos alunos da comunidade, mas faltava um prédio como esse para oferecer um serviço de qualidade as crianças e adolescentes da comunidade do Lajedo”, afirmou Luciano Ricardo, diretor da Escola Municipal Genildo Miranda.


A escola funciona desde o final da década de 1980. Ao longo dos anos o prédio sofreu com a deterioração natural do tempo e em 2012 a Prefeitura recebeu a doação de um terreno para a construção da nova escola. No seguinte, em 2013, teve início a obra que traria mais dignidade aos alunos e professores. E somente agora, em 2018, na atual administração é que a obra está sendo concluída permitindo que os alunos possam receber a educação que merecem e os professores com condições adequadas de trabalho.

“No prédio antigo não tínhamos estímulo para as atividades. Mas agora, com esse prédio novo, eu estou realmente com muita vontade de estudar. Aqui a gente se sente como aluno e agora é estudar e recuperar esses dias que ficamos sem aula”, disse Maria Eduarda, aluna da Escola Municipal Genildo Miranda.

O início do Ano Letivo 2018 na escola só foi possível graças aos esforços da Prefeitura que agilizou a conclusão de um bloco de salas de aula possibilitando as atividades pedagógicas. Enquanto isso, as obras da escola continuam para a finalização dos demais blocos. A Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer (SEMEEL) já está planejando o calendário escolar juntamente com a equipe pedagógica da instituição.

“O nosso calendário deve oferecer uma carga horária de 800 horas de atividades, divididas nos 200 dias letivos. Para que os alunos não tenham nenhum prejuízo, estamos elaborando um calendário especial para garantir a reposição das aulas na totalidade para que nossos estudantes não tenham perdas de conteúdo”, esclareceu Magali Delfino, secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário