terça-feira, 20 de março de 2018

Ex-presidiário é morto a tiros de pistola em seu espetinho no Bairro Aeroporto


A cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, registrou mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo e eleva para 63 o número de pessoas assassinadas neste ano de 2018.

O crime aconteceu por volta das 20h30 de segunda-feira 19 de março de 2018, em um espetinho localizado na Rua Atirador Miguel Antônio da Silva Neto, próximo à faculdade de medicina e o Hospital Tarcísio Maia no Bairro Aeroporto.
A vítima, o ex presidiário Wagner Tavares, 30 anos de idade, foi alvejado e morto com seis tiros de pistola 380. Segundo informações da Polícia, a vítima estava trabalhando no espetinho que havia inaugurado há pouco mais de 10 dias, quando dois homens em uma moto de cor preta chegaram e o garupa desceu de arma em punho e efetuou os disparos.

A vítima, segundo a perícia criminal, ainda tentou correr, mas foi atingido com seis disparos, não resistiu e morreu no local. Os criminosos fugiram após matarem o ex-presidiário e não foram identificados. A Polícia ainda não tem informações sobre a motivação do crime, bem como sobre a identidade dos atiradores.

A Polícia informou que Wagner Tavares havia deixado a prisão em janeiro passado e estava em liberdade condicional. Ele respondia a quatro processos na justiça do RN pela prática de roubo.

Após o isolamento do local do crime, realizado pela Polícia Militar e a perícia, o corpo do ex-presidiário foi removido pela equipe do IML e encaminhado a base do ITEP para ser necropsiado.

O caso será investigado pela equipe da Davisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), comandada pelos delegados Rafael Arraes e Liana Aragão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário