quarta-feira, 28 de março de 2018

Mossoró será contemplada com dessalinizadores através do Programa Água Doce


A zona rural de Mossoró deverá ser contemplada com dois dessalinizadores que vão beneficiar os projetos de assentamento Olga Benário e Cheiro da Terra. O anúncio ocorreu durante o lançamento da segunda etapa do Programa Água Doce (PAD), realizado pelo Governo Federal em parceria com o Governo do Estado e Prefeitura de Mossoró. A solenidade ocorreu na terça-feira (27) na Escola de Governo, em Natal.

“A gente compra água mineral pra beber. A comunidade aguarda esse dessalinizador há quase dez anos, porque não temos água potável”, destaca o agricultor Antônio Edilson da Silva, morador do assentamento Cheiro da Terra, com cerca de 45 famílias.  De acordo com Fátima Vale, gerente executiva de Agricultura, Mossoró conta com 49 dessalinizadores e estes seriam os dois primeiros através desse convênio com o Ministério do Meio Ambiente.

O evento contou com a participação de prefeitos e secretários de municípios da região. Para a prefeita Rosalba Ciarlini, a iniciativa é muito importante para a zona rural de Mossoró. “É uma ação fundamental. Precisamos de políticas públicas de acesso à água de qualidade e a Prefeitura será o apoio local para as comunidades, através da Secretaria de Agricultura”, complementa. O suporte para as localidades rurais também ocorrerá por meio da Secretaria de Educação, com a articulação das escolas. “Participamos também desse evento para que os diretores possam ser agentes no trabalho nas comunidades”, enfatizou Magali Delfino, presente na solenidade.

Sobre o PAD - O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil, que visa estabelecer uma política pública de acesso à água para o consumo humano, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização de águas salobras e salinas. Lançado em 2004, o PAD foi concebido e elaborado de forma participativa durante o ano de 2003, unindo a participação social, proteção ambiental, envolvimento institucional e gestão comunitária local.



Nenhum comentário:

Postar um comentário