GOVERNO RN

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Sem quorum, Câmara de Mossoró deixa de votar LDO por duas sessões seguidas


Não foi lá muito produtiva a semana que finda pras bandas da Câmara Municipal de Mossoró, tudo por conta da falta e quorum (presença dos vereadores em plenário), para abertura da ordem do dia nas sessões da última terça-feira (24) e quarta-feira (25) quando entraria em votação o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2019.

O filme já é bastante visto ao longo da história do nosso legislativo. O motivo alegado é que, pelo fato da ausência de 06 vereadores que encontram-se participando da Marcha dos Vereadores, em Brasília, ficou difícil alcançar o quorum necessário, que como se sabe é de dois terços.

Façamos as contas: O total de vereadores na Câmara é de 21, subtraindo-se os 06 que estão viajando, em tese estariam na cidade 15 legisladores, sobraria 01, já que o número necessário é de 14 (2 terços), ou seja, tudo menos a verdade.

A realidade é que questiúnculas políticas de relacionamento da bancada situacionista com o Palácio da Resistência, estariam afetando a produção dos nossos "caríssimos" vereadores. Isso tudo após termos tido um misto de férias e recesso parlamentar de mais de 60 dias no início do ano, quando os trabalhos legislativos (realização de sessões) só tiveram início no mês de abril. Pior,  a falta de quorum de agora ensejará mais a frente, lá para o final do ano ou mesmo no recesso do meio do ano, a convocação para realização de sessões extraordinárias para apreciação de matérias decorrentes do referido projeto.

A que custo?

Fica a pergunta...

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário