terça-feira, 3 de abril de 2018

Suspeito de matar PM catarinense em Natal é morto em confronto com o Bope, diz PM



Um homem suspeito de matar a policial catarinense Caroline Pletsch, de 32 anos, no dia 26 de março passado morreu na segunda-feira (2) em um confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na Zona Norte de Natal. A informação é da Polícia Civil, que divulgou também que outros dois suspeitos foram presos.

Caroline e o marido, o sargento da PM Marcos Paulo da Cruz, de 43 anos, foram baleados durante um assalto em uma pizzaria na Zona Norte de Natal no dia 26 de março. Vizinhos da pizzaria prestaram os primeiros socorros. O casal residia na cidade de Chapecó e estava na capital potiguar de férias.


O confronto

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil, o Bope encontrou o local onde estavam os suspeitos, no conjunto Gramoré, após uma denúncia. A polícia diz que quando a viatura chegou à casa indicada na denúncia foi recebida a tiros. Os PMs revidaram e acertaram um dos homens.

Ele teria sido socorrido ao hospital, contudo não resistiu ao ferimento. O marido de Caroline reconheceu o homem morto como sendo o autor dos disparos que vitimou a esposa dele.

Os outros suspeitos, que são irmãos, foram presos por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidas armas e munição com os dois. Ambos foram ouvidos pelos agentes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e negaram participação no assalto.

O sargento marcos Paulo permanece internado no Hospital da Polícia Militar, em Natal. A assessoria de imprensa da corporação informou que ele tem apresentado melhora no quadro, e que receberá alta ainda nesta semana.

Fonte: G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário