GOVERNO RN

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Acampamento do MST em Mossoró é alvo de tiros


Um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Mossoró sofreu um atentado na madrugada da terça-feira, 1º, por volta de 1h30. Conhecida entre os membros do movimento como “Comuna Urbana”, o local está localizado às margens da BR 304, ao lado da cerâmica Porcelanati.

De acordo com informação de testemunhas, foram efetuados mais de 20 disparos contra o grupo. Barracas e veículos foram atingidos e ninguém se feriu. Este é o segundo atentado sofrido na localidade. O primeiro ocorreu na última semana de abril deste ano e, segundo informações do coordenador do MST, Aglailton Fernandes, que está acampado no local, novas ameaças foram realizadas por outro movimento político.

“Eles realizaram várias ameaças contra nós. Inclusive, gritavam o nome do candidato à Presidência da Rapublica Jair Bolsonaro além de afirmar que íamos sair daqui na bala”, comentou o diretor.

A ocupação conta com 150 famílias e teve duas pessoas desaparecidas durante o tumulto, mas que foram encontradas no início da manhã de terça-feira. A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas pouco pode fazer. A direção do acampamento conseguiu juntar diversas cápsulas de pistola .40 de uso restrito e foi até a Delegacia de Polícia de Mossoró para registrar um boletim de ocorrência.

A vereadora mossoroense Isolda Dantas (PT) está acompanhando de perto o caso e afirmou que nesta quarta-feira (2), “uma comissão vai procurar a OAB, Igreja e demais instituições para exigir apuração desse absurdo”, comentou.

Fonte: Portal No Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário