segunda-feira, 25 de junho de 2018

Cachaça mossoroense se destaca em eventos Nacionais e Internacionais


A Pátria Amada, cachaça artesanal fabricada em Mossoró-RN, tem se destacado pela qualidade em eventos nacionais e internacionais de grande importância. Exemplo desse reconhecimento são os prêmios que o produto ganhou no Concurso Mundial de Bruxelas - Edição 2018 e, mais recentemente, na Expocachaça - Expominas.

O Concurso Mundial de Bruxelas, que aconteceu no período de 3 e 6 de abril em Recife – PE, é uma das maiores premiações de vinhos e destilados do mundo, e foi de lá que a cachaça mossoroense “Pátria Amada” recebeu duas medalhas, uma de ouro e outra de prata.

Francisco Soares de Queiroz recebendo certificado na Expocachaça
A cachaça Mossoroense ganhou uma medalha de ouro para a cachaça envelhecida e uma de prata para a aguardente prata. Não é fácil receber um prêmio no Concurso Mundial de Bruxelas, os critérios são rígidos e a bebida tem que ser de altíssima qualidade, o que torna a conquista da cachaça Pátria Amada e do seu idealizador, Francisco Soares de Queiroz, ainda mais importante.

As garrafas da marca destilada de Mossoró já levam os selos da premiação, o que confere à cachaça produzida na cidade projeção internacional.

Neste mês de Junho em Belo Horizonte - MG, na 28 edição da Expocachaça - Expominas, a Pátria Amada repetiu a façanha e conquistou mais uma medalha de ouro em sua categoria, “A marca Pátria Amada surgiu justamente do orgulho de suas origens do idealizador e proprietário, o Sr. Francisco Soares de Queiroz, que quer mostrar que o produto artesanal brasileiro, inclusive aquele produzido no Nordeste, pode ter a qualidade como um diferencial," comemoram os idealizadores da Pátria Amada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário