Sicredi

 

Mesmo apresentando um futebol mais ofensivo e sendo responsável pelas principais ações e iniciativas de jogadas o Brasil encerra o primeiro tempo da partida com a seleção da Costa Rica sem abrir o placar.

O confronto, em verdade, é de um certo equilíbrio pois o maior número de jogadas fruto da iniciativa do selecionado brasileiro, não resultaram no concreto e mais importante do futebol, que é o gol.

Para o segundo tempo, espera-se um pouco mais de Neymar e cia.

Acompanhemos!



      

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem