quarta-feira, 20 de junho de 2018

Prevenção à violência através de políticas públicas é destaque no Câmara Cidadã

Débora Raquel, do Coletivo Ousadia Juvenil, apresentou estudo realizado pelo Coletivo 
sobre violência no bairro Dom Jaime Câmara

Sétima edição do projeto foi realizada em uma escola no conjunto Nova Vida, bairro Dom Jaime Câmara
Prevenção à violência através de políticas públicas voltadas para a juventude em situação de risco foi o principal tema da Tribuna Popular da sessão ordinária dessa quarta-feira (20), que aconteceu na Escola Municipal Maria do Céu, no conjunto Nova Vida. Um estudo desenvolvido por jovens do Coletivo Ousadia Juvenil, que faz parte do Grupo Mulheres em Ação, apresentou aos vereadores um estudo realizado pelos jovens do Nova Vida sobre a situação da violência na comunidade.


         No estudo, jovens do bairro Dom Jaime Câmara foram entrevistados. De acordo com a estudante Débora Raquel, que falou em nome do Ousadia Juvenil, a pesquisa demonstrou que a violência crescente está atingindo diretamente a juventude da comunidade. “54% dos jovens afirmaram ter sofrido algum tipo de violência na comunidade. 73% afirmaram que já perderam um parente ou amigo para a violência”, afirmou Débora.
         Para solucionar a violência, Débora cobrou políticas públicas voltadas aos jovens. “Se as políticas públicas fossem implementadas como está no Estatuto da Criança e do Adolescente não precisaríamos tanto da polícia”, explicou, ressaltando que a prevenção é mais eficaz do que o combate através de policiamento. “Não temos área de lazer, praças reformadas, não temos uma escola pública de ensino médio”, finalizou a estudante.
         Também na Tribuna Popular, o morador do Nova Vida Francisco Batista, mais conhecido como Cantagalo, cobrou obras para a comunidade. “O nosso bairro tem que ser mais lembrado pelo Poder Executivo. Estamos com ruas esburacadas, falta de estrutura”.
Vereadores
         Os vereadores presentes na sessão parabenizaram as duas falas da Tribuna Popular e destacaram o trabalho da Câmara Municipal em busca de projetos para o bairro. “Podemos encher de polícia na rua, mas se não houver uma política pública de prevenção não há como diminuir a violência. Tenham certeza que todos os vereadores, juntos, estão no dia a dia cobrando, propondo projetos para que o Poder Executivo faça”, disse o vereador Petras.
         Isolda Dantas, que juntamente com o vereador Tony Cabelos, fez a proposição para que o Câmara Cidadã fosse realizado no bairro Nova Vida, ressaltou a fala de Débora Raquel. “A fala de Raquel não é qualquer coisa. Os jovens fizeram uma pesquisa. A prefeitura pode se apropriar dessa pesquisa para desenvolver projetos para a comunidade. Vemos aqui uma juventude engajada em resolver os problemas da comunidade”.
         Os vereadores Ozaniel Mesquita, Manoel Bezerra, Maria das Malhas, Raério Emídio, Rondinelli Carlos, Flávio Tácito, Genilson Alves, Alex Moacir e Tony Cabelos também fizeram pronunciamentos se colocando a disposição para trabalhar a favor do combate a violência através da prevenção.




Nenhum comentário:

Postar um comentário