quarta-feira, 18 de julho de 2018

Presidência do TJ abre 18 vagas de estágio para estudantes de pós-graduação em Direito; inscrições até dia 25


A Presidência do Tribunal de Justiça do RN publicou edital para abertura de inscrições para o processo seletivo de Estagiário de Pós-Graduação Remunerado, com o oferecimento de 18 vagas para estudantes de Direito, para atuação junto aos gabinetes dos desembargadores, na sede do TJRN. Haverá classificação até o 40º lugar, para cadastro de reserva. Clique AQUI e veja o edital completo.

As inscrições deverão ser realizadas pessoalmente, a partir da quinta-feira (19) até o dia 25 de julho, no horário de 8h às 14h, na Secretaria Geral do TJRN, localizada no 3º andar do prédio situado na Praça 7 de Setembro, s/n, Cidade Alta, em Natal.


A seleção dos candidatos inscritos ocorrerá por meio de prova discursiva, com duração de duas horas, a ser realizada no dia 31 de julho, das 9h às 11h, na sede da Escola da Magistratura (Esmarn), em Candelária. O candidato deve comparecer ao local indicado com antecedência mínima de 30 minutos do início da prova.

A prova discursiva consistirá de uma questão teórica referente à temática da Teoria Geral dos Recursos, não sendo permitido qualquer tipo de consulta, a ser respondida em formulário padrão em, no máximo, 45 linhas.

Os 60 primeiros candidatos que compuserem a lista de aprovados serão convocados, por relação divulgada no Diário da Justiça Eletrônico, para entrevista pessoal, de caráter eliminatório, a ser realizada nos dias 8 e 9 de agosto, na Esmarn.

Durante a entrevista, os currículos dos candidatos aprovados serão analisados, esclarecendo-se dúvidas acerca de interesses, expectativas e experiências profissionais anteriores.

Saiba mais

O estagiário da pós-graduação receberá bolsa mensal de R$ 1.874,00 e, ainda, auxílio-transporte, atualmente no valor de R$ 127,60. A jornada diária é de seis horas diárias e 30 horas semanais, no período das 8h às 18h, sujeito a modificação acaso o aprovado resida ou estude em outra comarca, desde que mantidas as seis horas obrigatórias.

Blog do BG


Nenhum comentário:

Postar um comentário