quarta-feira, 18 de julho de 2018

PRP rejeita aliança, e Bolsonaro não terá general Heleno como vice


O Partido Republicano Progressista (PRP), ao qual é filiado o general da reserva Augusto Heleno, recusou nesta quarta-feira indicar o nome do militar para ser vice de Jair Bolsonaro (PSL) em candidatura à Presidência da República. Ontem, Bolsonaro indicou que anunciaria Augusto Heleno como vice, mas não houve acordo. Procurado pelo GLOBO, o PRP afirmou, por meio de sua assessoria, que o general será candidato ao Senado pelo Distrito Federal.

Coligado ao governador petista da Bahia, Rui Costa, o nanico PRP não quis ceder. Agora, o PSL procura novas alternativas. Uma delas é a advogada Janaína Paschoal, filiada ao mesmo partido de Bolsonaro. A legenda procura fechar o nome do vice até o dia 22 de julho, quando está prevista a convenção para lançar a candidatura de Bolsonaro.

O Globo


Nenhum comentário:

Postar um comentário