No prazo final da homologação de candidaturas, que encerra neste domingo, as articulações políticas e acusações se intensificam. Partidários da reeleição do governador Robinson Faria denunciam que o ex-deputado federal Henrique Alves (PMDB), condenado a 8 anos e oito meses de prisão e réu em seis processos criminais, continua atuando e influente nas decisões junto aos cardeais dirigentes partidários em Brasília.

“Solto, Henrique não aprendeu a lição, tenta de todas as formas influenciar na eleição do RN”, destacou uma fonte que saiu de uma reunião do PSD, denunciando que haveria influência para impedir a formação da chapa majoritária do governador. “Impressionante como ele continua a “operar” em Brasília, inclusive demonstrando a força que tem nos pequenos partidos. Henrique esquece que a Justiça está de olho”, concluiu.

*Do Novo Jornalismo